Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

Marcadores

domingo, 31 de julho de 2011

Produtos testados #12: batons Avon e The Fusion

1.   Baton Avon Smooth Minerals “agata Coral”: bem discreto, com cintilância dourada, textura dele é super macia e hidratante, pois contém manteiga de Karité e FPS 15. Por ser bem clarinho pra mim, prefiro usá-lo durante o dia pra ir ao trabalho.
2.   Baton Avon Ultra Color Rich “chocolate creme” (R$9,99): por ser muito cremoso, a fixação fica comprometida. De acordo com a Avon, a textura é matte, porém apresenta certo brilho.
3.   Baton The Fusion “laranja coral nº 37” (R$4,98): este é um batom laranja, mas não um laranjinha, um mega laranja escuro. Ainda não tive coragem de usá-lo na tom real dele, somente passei bem pouquinho só pra dar uma corzinha na boca. Quem sabe numa balada mais agitada eu arrisco. A cor fica bem intensa nos lábios e ele é bastante cremoso, desliza fácil ao aplicar.
4.   Baton Avon Color Trend “bronze metálico”: bem cremoso e super hidratante, com efeito metalizado e brilhinhos dourados, além de um cheirinho muito bom.

Abaixo, os batons nos lábios. Desculpa pela qualidade da imagem não ser tão boa quanto na realidade, pois as cores são muito bonitas.

 

Produtos testados #11: gloss Avon, delineador Jasmyne, corretivos Jequiti e O Boticário

1.   Avon Gold Lipgloss “puro ouro”: possui partículas finas e delicadas de cintilância/ouro, tom de dourado bem usável e nada chamativo, com efeito super brilho. Um pouco mais espesso que os demais gloss, mas não achei melequento.
2.   Delineador esfumaçador “Jasmyne” (paguei R$2,99): procurando um lápis com esfumaçador encontrei este com um precinho bem em conta. Pigmentação muito boa, não borra, nem escorre. Apesar de não dizer ser à prova d’água precisei tirar com remover. Superou minhas expectativas. Pena não ter encontrado em outras cores.
3.   Corretivo Amarelo “Jequiti” (paguei R$24,90): na procura de um corretivo pra esconder minhas olheiras me joguei neste que resolveu meu “probleminha”. Primeiro passo o corretivo colorido pra disfarçar as manchas arroxeadas de minhas olheiras e em seguida aplico o corretivo no tom de minha pele.
4.   Corretivo Intense nº3 “O Boticário” (paguei R$12,99): até que enfim encontrei o corretivo certo, realmente disfarçou pequenas imperfeições de minhas olheiras de panda (risos) juntamente com o corretivo amarelo. Ótima textura.

Produtos testados #10: Dove Damage, mousse Charming

Dove Damage Therapy
Procurei no supermercado um creme para hidratar meus cabelos e encontrei este da Dove e resolvi experimentar. Paguei R$9,90 pelo pote “proteção térmica” já que faço uso da chapinha, secador e químicas. Achei bem consistente (como passa no comercial da TV) e basta passar um pouquinho. Pretendo adquirir outros da mesma linha para potencializar o efeito reconstrutor do tratamento; percebi que meus cabelos ficaram mais macios e “domados”.
Os cremes de tratamento da Dove Damage Therapy são de: Reconstrução Completa, Controle de Queda, Proteção Térmica e Cor Duradoura, eles vêm em potes de 350ml e são formulados com a tecnologia Vital Keratin, que penetra profundamente na fibra capilar para repará-la de dentro para fora.
Peça uma amostra do produto da linha no site: http://www.dove.com.br/


Mousse Gloss Charming
Ao contrário da maioria dos mousses, esse não é pegajoso e some rapidamente nos cabelos. Realmente diminui o frizz e dá bastante brilho, porém deixou um pouco ressecado os meus cabelos. Paguei R$6,98 (não pretendo adquirir novamente. Snif!).

sábado, 30 de julho de 2011

Cartazes para escolas

Acesse e confira outras dicas e informações importantes para o trabalho pedagógico.
Dicas simples para envolver professores, alunos e pais na melhoria da qualidade de ensino no Brasil. Imprima e exiba em sua escola.









Motivos para se fazer um bom planejamento no início do ano

Obs.: recebi este texto por e-mail e não lembro a fonte citada.

Para fazer um planejamento que atenda tanta diversidade é necessário que o professor faça uma profunda reflexão e mudança de sua prática e mudar é sempre muito difícil, não bastam bons cursos de formação, é muito complexo, Morin diz que “O ser humano tende a afastar tudo o que é complicado”, ele prega que se faça, com urgência, uma modificação nessa forma de pensar e conclui que “Só assim vamos compreender que a simplificação não exprime a unidade e a diversidade presente no todo”.

Perrenoud apresenta no seu livro Dez Competências Para Ensinar, alguns saberes para os professores,

·  Trabalhar a partir das representações dos alunos.
·  Trabalhar a partir dos erros e dos obstáculos à aprendizagem.
·  Conceber e administrar situações-problema ajustadas aos níveis e às possibilidades dos alunos.
·  Observar e avaliar os alunos em situações de aprendizagem, de acordo com uma abordagem formativa.
·  Fornecer apoio integrado, trabalhar com alunos portadores de grandes dificuldades.
·  Suscitar o desejo de aprender, explicitar a relação com o saber, o sentido do trabalho escolar e desenvolver na criança a capacidade de auto-avaliação.
·  Desenvolver a cooperação entre os alunos e certas formas simples de ensino mútuo.

Nestes exemplos mostramos que Perrenoud, faz uma abordagem por competências, e que, se bem planejadas e colocadas em prática na sala de aula.

    I.   Possibilita reflexão sobre o trabalho realizado no ano anterior na escola.Possibilita a integração entre os professores, os que já estavam na escola com os que chegaram, pois sabemos que sempre há alguns professores novos.
   II.   Possibilita a análise dos dados do processo ensino e aprendizagem dos alunos, em que nível conceitual está, quanto já avançaram no seu desenvolvimento real, potencial e proximal.
 III.   Possibilita a discussão coletiva e o conhecimento das ações desenvolvidas pelos diferentes professores, no ano anterior, é necessário que todos da escola discutam os objetivos que pretendem alcançar, permitindo assim o inicio do planejamento anual, que constituirá o ponto de partida que determina, justifica e da sentido à intervenção pedagógica.
IV.   Possibilita a construção compartilhada do planejamento, de todas as ações desenvolvidas na sala de aula, evitando assim a fragmentação dos objetivos e conteúdos, seja na educação infantil, nos ciclos do ensino fundamental ou no ensino médio.
  V.   Possibilita compartilhar, discutir e analisar qual concepção de ensino e aprendizagem os professores trabalham, quais suas experiências, quais as experiências que foram produtivas e não produtivas para os alunos.             
VI.   Possibilita que a instituição se constitua como unidade educacional e que construa dinamicamente, com consciência um planejamento, no qual estão expressa as teorias e os saberes que sustentam a prática pedagógica dos professores.
VII.   O planejamento dá sentido às ações do dia-a-dia do professor, reduzindo assim o improviso, sua prática tem uma intencionalidade definida a partir dos objetivos que pretende alcançar.
VIII.   O professor tem a oportunidade de ser autor consciente de seu trabalho, saber por que está fazendo desta e não de outra forma.
IX.   O planejamento com os objetivos bem definidos a partir das capacidades que se pretende que os alunos desenvolvam, certamente reduzirá as condutas contraditórias com os objetivos educacionais compartilhados e teremos melhores avanços no processo ensino-aprendizagem. 
Obs.: Não enviaram a 10ª competência.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Técnicas de pintura

Fonte: Google

Tinta com cola
Desnehar com cola branca e deixar secar, depois passar tinta colorida sobre o desenho.

 Giz de sera derretido
Para desenhar, colocar o giz por alguns segundos sobre a chama da vela. Deve-se começar a pintar imediatamente antes que o giz de cera esfrie.
 Pintura com giz molhado
Molhar o giz de quadro no leite ou água doce e pintar. O giz dece ser molhado a cada traço.

Gotas sopradas
Pingar no papel várias gotas de tinta de diversas cores.
Encostar o canudinho no papel e soprar "empurrando a tinta.

 Impressão da mão
Aplicar a tinta sobre a mão e carimbar sobre a folha.
Completar com canetinha ou giz de cera, transformando em animais, pessoas ou objetos.

 Monotipia
Dobrar a folha ao meio. Abrí-la e pintar sobre uma das faces. Dobrar novamente pressionando a pintura. Abrir e tentar verbalizar a forma obtida.

Pintura sobre vela
Pingar cera de vela sobre a folha e pintá-la com aquarela.
Depois de seco raspar a cera que ficou.

Pintura com suco artificial
Diluir suco de vários ssabores em água para obter variadas cores.

Ùmido sobre úmido
Umedeça bem o papel. Sobre ele aplique a tinta e deixe que ela se espalhe.
Use várias cores, fazendo com que elas se misturem.

domingo, 3 de julho de 2011

Vende-se Tudo (Martha Medeiros)

No mural do colégio da minha filha encontrei um cartaz escrito por uma mãe, avisando que estava vendendo tudo o que ela tinha em casa, pois a família voltaria a morar nos Estados Unidos. 
  O cartaz dava o endereço do bazar e o horário de atendimento.
Uma outra mãe, ao meu lado, comentou:
- Que coisa triste ter que vender tudo que se tem.
- Não é não, respondi, já passei por isso e é uma lição de vida.
Morei uma época no Chile e, na hora de voltar ao Brasil, trouxe comigo apenas umas poucas gravuras, uns livros e uns tapetes.
O resto vendi tudo, e por tudo entenda-se: fogão, camas, louça, liquidificador, sala de jantar, aparelho de som, tudo o que compõe uma casa.
  Como eu não conhecia muita gente na cidade, meu marido anunciou o bazar no seu local de trabalho e esperamos sentados que alguém aparecesse. Sentados no chão. O sofá foi o primeiro que se foi.
Às vezes o interfone tocava às 11 da noite e era alguém que tinha ouvido comentar que ali estava se vendendo uma estante. Eu convidava para subir e em dez minutos negociávamos um belo desconto. Além disso, eu sempre dava um abridor de vinho ou um saleiro de brinde, e lá se iam meus móveis e minhas bugigangas.
Um troço maluco: estranhos entravam na minha casa e desfalcavam o meu lar, que a cada dia ficava mais nu, mais sem alma.
No penúltimo dia, ficamos só com o colchão no chão, a geladeira e a tevê. No último, só com o colchão, que o zelador comprou e, compreensivo, topou esperar a gente ir embora antes de buscar. Ganhou de brinde os travesseiros.
Guardo esses últimos dias no Chile como o momento da minha vida em que aprendi a irrelevância de quase tudo o que é material.
Nunca mais me apeguei a nada que não tivesse valor afetivo.
Deixei de lado o zelo excessivo por coisas que foram feitas apenas para se usar, e não para se amar.
Hoje me desfaço com facilidade de objetos, enquanto que se torna cada vez mais difícil me afastar de pessoas que são ou foram importantes, não importa o tempo que estiveram presentes na minha vida...
Desejo para essa mulher que está vendendo suas coisas para voltar aos Estados Unidos a mesma emoção que tive na minha última noite no Chile. Dormimos no mesmo colchão, eu, meu marido e minha filha, que na época tinha 2 anos de idade. As roupas já estavam guardadas nas malas. Fazia muito frio. Ao acordarmos, uma vizinha simpática nos ofereceu o café da manhã, já que não tínhamos nem uma xícara em casa.
Fomos embora carregando apenas o que havíamos vivido, levando as emoções todas: nenhuma recordação foi vendida ou entregue como brinde. Não pagamos excesso de bagagem e chegamos aqui com outro tipo de leveza.

... só possuímos na vida o que dela pudermos levar ao partir .

Fonte: texto recebido por e-mail.

Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais