Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

Marcadores

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Cuidado com e-mails falsos

Há algum tempo que quero escrever algo sobre “e-mails falsos”.

Incrível como recebo (recebemos) e-mails pedindo ajuda, geralmente para crianças já que comove mais, em tamanha quantidade e rapidez.

Não tenho a intenção de ser cruel. É muito triste ver fotos de crianças deformadas, com doenças terríveis, deixando-as vegetativas numa cama. Contudo, não sabemos a procedência desses e-mails, muito menos se essas crianças realmente existem.

Por favor, se não têm a certeza desses fatos nem a procedência correta:

NÃO ME ENVIE E-MAIL COM IMAGENS DE PESSOAS QUE PRECISAM DE AJUDA VIA INTERNET, POIS NÃO REENVIAREI ESTE E-MAIL.

Antes de repassar, faça uma busca no Google ou pergunte à pessoa que te enviou o e-mail se é um caso conhecido. A maioria desses casos não passam de lendas ou, o que pode ser pior, vêm com vírus que pode acabar com seu equipamento, principalmente se vem com anexos.

Não tenho a intenção de acabar com algum pedido de ajuda verdadeiro, mas só alertar pra mensagens falsas e acabar com esse lixo eletrônico.

Repito: Não confie em tudo que recebe por e-mail! Antes de encaminhar, tenha a certeza da veracidade dos fatos.

Exemplos de e-mails falsos que já recebi (ou já ouvi falar): Cleto (menino colombiano com elefantíase), Raquel Arlington (menina com câncer), Maria Cecilia (desaparecida), Criança com síndrome de dálmata, bebê de 4 meses doente no Hospital São Lucas de Pato Branco.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Conteúdos para crianças no Berçário

Fonte: Blog Doce Magia em Ensinar


EQUILÍBRIO E COORDENAÇÃO

1-Brincar em rodinhas levando a criança a levantar-se, sentar-se, andar, deitar, correr etc.;

2-Contar histórias e pedir que as crianças participem com gestos e mímicas, dramatizando-as;

3-Organizar atividades onde a criança possa manipular grandes e pequenos objetos, pular obstáculos, andar para frente e para trás, empurrar objetos, encaixar etc.;

4-Proporcionar brincadeiras de: estátua, fique onde está, corre-cotia, coelhinho na toca etc.;

5-Propor brincadeiras diversas com corda elástica, bambolês, garrafas plásticas, colchões, bastões, bolas etc.

 

EXPRESSIVIDADE

 1-Realizar, na hora do banho, massagens, estimulação das palmas das mãos e dos pés, movimentos na água junto com a criança etc;

 2-Favorecer o desenvolvimento oral e corporal por meio da música, juntamente com as atividades de higiene, trocas, alimentação etc.;

 3-Proporcionar brincadeiras de roda, esconde/esconde e outras para permitir o desenvolvimento da oralidade, da espontaneidade e da socialização da criança;

 4-Utilizar brincadeiras com música para estimular as crianças na manutenção de boa postura (importante que o professor tome cuidados com sua própria postura, pois a criança age por imitação do adulto);

 5-Fazer uso de atividades no espelho, trabalhando a expressividade de cada um: as crianças farão caretas, mímicas, enfim, brincarão com a própria imagem;

 6-Desenvolver atividades relacionadas aos jogos de imitação e mímica.

 7-Hora da rodinha com histórias, músicas, etc;

 8-Brincadeiras ao ar livre

 9-Brincadeiras livres e banho de sol (de acordo com as condições climáticas).

 10-Passeio externo ou interno.

 11-Brincadeiras coletivas ou opções individuais (organização de diferentes materiais para interação das crianças).

 

ARTES VISUAIS

1-Levar a criança a imitar formas e figuras por meio da representação;

2-Proporcionar exploração de marcas, gestos e texturas;

3-Confeccionar tintas e massas com a participação das crianças para observação das propriedades, possibilidades de registro e transformações;

4-Propor toques sobre diversos tipos de superfície como lixa, argila, papel liso, rugado etc.;

5-Favorecer a articulação das sensações corporais e das marcas gráficas;

6-Promover impressão de marcas em papel comprido ou no chão, para que as crianças caminhem e percebam suas marcas (claras/escuras);

7-Imprimir com as crianças marcas gráficas utilizando o próprio corpo;

 

O FAZER MUSICAL

1-Propiciar a escuta de diferentes sons produzidos por brinquedos sonoros;

2-Levar a criança a ouvir e aprender canções, brincar de roda, realizar brinquedos rítmicos, jogos de mãos etc.;

3-Estimular a produção de sons diversos (vozes de animais, ruídos, palmas, batidas de pés…);

4-Favorecer a exploração de materiais sonoros de corda, percussão e sopro;

5-Promover o contato com obras musicais diversas;

6-Gravar as produções e interpretações das crianças;

7-Realizar, durante o banho, brincadeiras com água e brinquedos sonoros alternando som e silêncio;

8-Promover passeios pelo ambiente escolar para explorar os sons de cada espaço;

9-Oferecer oportunidades de ouvir e observar os sons da natureza, em atividades externas;

10-Confeccionar materiais sonoros, observando o nível de habilidade das crianças do berçário;

11-Contar histórias enfatizando os sons existentes;

12-Proporcionar a participação em jogos e brincadeiras cantadas;

13-Promover a exploração livre dos sons graves e agudos (altura), forte ou fraco (intensidade), curtos ou longos (duração).

14-As melodias, as canções e acalantos têm um espaço cativo neste período. Não se deve esquecer das parlendas como brincadeiras para desenvolvimento oral. Os acalantos e brincos são formas de brincar musical característico da primeira fase da vida da criança.

 

A CRIANÇA E A LINGUAGEM

1-Conversar e cantar, frequentemente, com o bebê para intensificar a relação afetiva e desenvolver a linguagem;

2-Instigar a emissão de sons e a pronúncia de pequenas palavras carregadas de significado para o bebê;

3-Incentivar a fala da criança nos diálogos, nas rodinhas etc.;

4-Dialogar, na troca de roupas e na hora do banho, deixando a criança expressar verbalmente suas ideias e conhecimento do mundo com liberdade;

5-Disponibilizar livros e revistas para folhear e nomear figuras, personagens, gravuras e reconhecer a linguagem escrita;

6-Contar histórias e levar a criança a comentar;

7-Proporcionar dramatizações com máscaras, fantoches, mímicas, imitar voz de personagens, animais;

8-Propiciar brincadeiras de teatrinho usando roupas, sapatos, bolsas e outros objetos de adulto, deixando que as crianças criem diversas situações;

9-Deixar que a criança se expresse livremente histórias, parlendas etc.;

10-Estimular a interação com outras crianças e adultos;

11-Deixar a criança transmitir recados simples;

12-Levar a criança a falar o nome das pessoas e objetos que estão por perto, pronunciando corretamente as palavras;

13-Trabalhar com projetos de acordo com a faixa etária;

14-Propiciar jogos de percepção e observação em situações cotidianas;

15-Proporcionar momento de conto de histórias em ambientes diversificados (debaixo de árvores, antes de dormir etc.);

16-Direcionar a ação pedagógica de forma a criar situações de fala e compreensão da linguagem (gravar fala, entrevistas com as crianças etc.).

 

NATUREZA E SOCIEDADE

1-Propiciar às crianças a observação da diversidade de pequenos animais presentes no ambiente,

2-Ampliar o repertório histórico e cultural das crianças por meio de músicas, jogos e brincadeiras dos tempos de seus pais e avós;

3-Oportunizar o manuseio e a exploração de diferentes tipos de objetos;

4-Propiciar a exploração dos diversos órgãos sensoriais e suas funções como a visão, a audição, o tato, o olfato e o paladar para percepção do corpo e das interações que ele estabelece;

5-Nomear com as crianças as partes do corpo e algumas funções de forma contextualizada, por meio de situações reais e cotidianas;

6-Promover excursões pelos arredores da instituição para reconhecimento de animais, a fim de que as crianças percebam os sons produzidos, onde se abrigam, como se locomovem, como se alimentam etc.;

7-Formular questões provocadoras para que as crianças manifestem suas hipóteses e encadeiem novas questões (Ex.: chuva caindo, relâmpagos, caule das plantas, tronco quebrado ou apodrecido etc.);

8-Oportunizar informações em fontes variadas (livros, revistas, jornais, filmes etc.);

9-Desenvolver projetos que integrem diversas dimensões do mundo social e natural.

 

PENSAMENTO LÓGICO-MATEMÁTICO

1-Oportunizar à criança brincadeiras como jogos de esconder ou de pega-pega onde um dos participantes deverá contar, enquanto espera os outros se posicionarem;

2-Propor brincadeiras e cantigas que incluam diferentes formas de contagem (Ex.: a galinha do vizinho bota ovo amarelinho, bota um, bota dois… etc.);

3-Propor situações que propiciem a troca de ideias sobre as representações;

4-Propiciar a utilização de material massa de modelar de farinha de trigo com anilina;

5-Construir diferentes circuitos de obstáculos com almofadas, colchonetes, pneus e panos por onde as crianças possam engatinhar ou andar;

6-Possibilitar a representação do espaço numa outra dimensão (construir torres, pistas para carros e cidades, em blocos de madeira ou encaixe);

7-Organizar painel com pesos e medidas das crianças para que elas observem suas diferenças (comparar o tamanho de seus pés e depois olhar os números em seus sapatos);

8-Oportunizar à criança audição de músicas do folclore brasileiro, de rimas infantis, envolvendo contagem e números utilizados como forma de aproximação com a sequência numérica oral;

9-Organizar um quadro de aniversariantes, contendo a data do aniversário e a idade de cada criança;

10-Providenciar, para cada berço, objetos (brinquedos, argolas, móbiles) para que o bebê possa observar e/ou tocar, tendo um despertar prazeroso.

 

ESTIMULAÇÃO

A repetição e os elogios são muito importantes para que as crianças se sintam estimuladas a avançar na construção do seu conhecimento. Para isso, o educador pode utilizar atividades de estimulação como as seguintes:

1-Levar a mão do nenê a acariciar o seu rosto e fazer o mesmo com sua mão no rosto do nenê;

2-Carregar a criança nos braços, voltada para a frente, formando uma cadeira com seus próprios braços, ou então acomodá-la de bruços, pois assim ela terá uma maior amplitude visual;

3-Fazer movimentos com objetos coloridos, que façam barulho, para que a criança ouça, observe e/ou acompanhe;

4-Pendurar objetos coloridos e sonoros (sem exagerar na quantidade) em posições diferentes e na altura que a criança possa alcançar (no início, ela só olhará para eles; mais tarde, tentará tocá-los);

5-Acomodar o nenê no chão, de bruços, sobre um tapete ou cobertor, com vários objetos coloridos ou que façam barulho à sua frente; fazer um pequeno rolo com uma toalha e colocá-lo debaixo do peito do nenê, estimulando-o para que ele se mova em direção aos objetos;

6-Oferecer a mamadeira para o bebê, ajudando-o a segurá-la com as duas mãos, em posição reclinada. Olhar sempre nos olhos dessa criança e conversar com ela;

7-Procurar deixar o nenê entre 3 e 6 meses, quando acordado, em posição reclinada, apoiado em travesseiro e com suas próprias mãos colocadas à frente;

8-Procurar tornar a hora do banho bem agradável, segurando o bebê firme, para que se sinta seguro. Fazer brincadeiras como bater as mãos e os pés na água, colocar objetos que fiquem boiando na banheira para chamar atenção do bebê etc.;

9-Levar, sempre que possível, o bebê para passear; cantar para ele e mostrar-lhe coisas diferentes;

10-Fazer a criança rolar de um lado para o outro, sempre mostrando algum objeto colorido que possa interessá-la;

11-Deitar o nenê de costas; aproximar um chocalho de seus pés e fazê-lo dar chutes para movimentá-lo e produzir sons;

12-Colocar o bebê em frente a um espelho durante algum tempo, chamando-lhe a atenção para que se olhe;

13-Dar à criança um objeto pequeno, procurando fazê-la passar de uma à outra mão;

14-Dar dois objetos pequenos ao bebê para que segure um em cada mão; tentar fazê-lo bater um no outro. Procure imitar o som produzido;

15-Oferecer ao nenê objetos de vários tipos como: espuma, lixa, toalha, madeira, metal, borracha e outros. Se ele estranhar, apresentar o objeto em outra ocasião e em outro contexto. Oferecer também alimentos ou objetos variados, para que a criança possa sentir gostos e cheiros diferentes. Exemplo: açúcar, sal, limão, talco, perfume etc.;

16-Permitir que a criança vá, gradativamente, pegando com as próprias mãos, pedaços de frutas, pão etc.; permitir, também, que ela mexa na comida e não se importe se ela se sujar (esta atividade é importante para que mais tarde a criança aprenda a comer sozinha);

17-Acariciar, cantar e repetir sons ou gestos emitidos pela criança na hora da troca de fraldas ou do banho;

18-Fazer, a partir dos sete meses, o nenê sentar-se sozinho, em posição de ioga, apoiando as mãos na frente do corpo;

19-Brincar de “cuca-achou” ou “achou-sumiu” com o nenê, cobrindo o seu rosto com um pano, chamando a sua atenção e levando-o a retirar o pano. Se o nenê não entender a brincadeira, recomeçar tampando somente a metade do seu rosto. Depois, esconder o rosto do nenê e esperar que ele retire o pano. Esta brincadeira deve ser acompanhada de risos e gritos de alegria. Repetir esta brincadeira escondendo objetos de que a criança goste;

20-Bater palmas, levantar os braços, fazer gestos para que a criança o acompanhe já que ela gosta de imitar gestos;

21-Colocar o nenê de pé (depois dos oito meses) sobre suas próprias pernas, segurando-lhe as mãos; fazer com que ele impulsione seu corpinho para cima e para baixo, que se levante apoiando-se nas grades do berço, do quadrado, numa mesinha, chamando ou mostrando um brinquedo interessante;

22-Colocar vários objetos num barbante e ensinar a criança a puxá-los (esta atividade deve ser feita com os nenês que já engatinham ou que já andem);

23-Dar papel macio para que os bebês rasguem ou amassem com o cuidado para não colocar na boca.

domingo, 5 de agosto de 2012

Lei nº 11770/2008 (licença-maternidade)

Fonte-> Site Planalto

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos


Cria o Programa Empresa Cidadã, destinado à prorrogação da licença-maternidade mediante concessão de incentivo fiscal, e altera a Lei no 8.212, de 24 de julho de 1991.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1o É instituído o Programa Empresa Cidadã, destinado a prorrogar por 60 (sessenta) dias a duração da licença-maternidade prevista no inciso XVIII do caput do art. 7o da Constituição Federal.

§ 1o A prorrogação será garantida à empregada da pessoa jurídica que aderir ao Programa, desde que a empregada a requeira até o final do primeiro mês após o parto, e concedida imediatamente após a fruição da licença-maternidade de que trata o inciso XVIII do caput do art. 7º da Constituição Federal.

§ 2o A prorrogação será garantida, na mesma proporção, também à empregada que adotar ou obtiver guarda judicial para fins de adoção de criança.

Art. 2o É a administração pública, direta, indireta e fundacional, autorizada a instituir programa que garanta prorrogação da licença-maternidade para suas servidoras, nos termos do que prevê o art. 1o desta Lei.

Art. 3o Durante o período de prorrogação da licença-maternidade, a empregada terá direito à sua remuneração integral, nos mesmos moldes devidos no período de percepção do salário-maternidade pago pelo regime geral de previdência social.

Art. 4o No período de prorrogação da licença-maternidade de que trata esta Lei, a empregada não poderá exercer qualquer atividade remunerada e a criança não poderá ser mantida em creche ou organização similar.

Parágrafo único. Em caso de descumprimento do disposto no caput deste artigo, a empregada perderá o direito à prorrogação.

Art. 5o A pessoa jurídica tributada com base no lucro real poderá deduzir do imposto devido, em cada período de apuração, o total da remuneração integral da empregada pago nos 60 (sessenta) dias de prorrogação de sua licença-maternidade, vedada a dedução como despesa operacional.

Parágrafo único. (VETADO)

Art. 6o (VETADO)

Art. 7o O Poder Executivo, com vistas no cumprimento do disposto no inciso II do caput do art. 5o e nos arts. 12 e 14 da Lei Complementar no 101, de 4 de maio de 2000, estimará o montante da renúncia fiscal decorrente do disposto nesta Lei e o incluirá no demonstrativo a que se refere o § 6º do art. 165 da Constituição Federal, que acompanhará o projeto de lei orçamentária cuja apresentação se der após decorridos 60 (sessenta) dias da publicação desta Lei.

Art. 8o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, produzindo efeitos a partir do primeiro dia do exercício subsequente àquele em que for implementado o disposto no seu art. 7o.

Brasília, 9 de setembro de 2008; 187o da Independência e 120o da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Guido Mantega
Carlos Lupi
José Pimentel

Este texto não substitui o publicado no DOU de 10.9.2008

Brincadeiras com Crianças na Educação Infantil

Fonte 1   "Blog Crescendo e Aprendendo"
Fonte 2  "Site ideias Kids"

1-PESCARIA: Uma bacia com água, peixes de plástico e varinhas de pescar. Uma pessoa de cada equipe terá 30 segundos para tentar pescar. Quem conseguir mais peixes será o vencedor.
2-CORRIDA DAS FRUTAS: Cada equipe terá uma árvore e suas frutas. Uma criança de cada equipe terá que correr e colar as frutas em sua árvore. O objetivo é ver quem consegue colar todas as frutas primeiro, tornando-se assim o vencedor.
3-DERRUBA LATAS: (uma pilha de latinhas de alumínio). Será escolhida uma criança por equipe. O objetivo é ver que equipe consegue derrubar mais latinhas com uma bolinha
4-CORRIDA DO BAMBOLÊ: Serão escolhidas duas crianças de cada equipe uma ficará parada para receber o bambolê e a outra correrá para levar o bambolê (a criança que ficar parada terá que ficar dentro do bambolê). O objetivo é ver quem consegue terminar todos os bambolês primeiro.
5-CORRIDA DAS GARRAFAS: Cada equipe terá no mínimo três garrafas, uma criança da equipe terá que levar uma garrafa por vez até o outro lado rolando a garrafa. Quem conseguir levar primeiro todas as garrafas será o vencedor.
6-COMPETIÇÃO DA BOLINHA: Serão colocadas duas caixas por equipe. Uma com bolinhas e a outra vazia. Dada a largada uma criança de cada equipe terá que correr para levar as bolinhas para a caixa vazia. Quem conseguir levar mais bolinhas em 30 segundos será o vencedor.
7-ROLA COLCHÃO: Dois colchões e duas bexigas por equipe. Uma criança de cada equipe terá que rolar no colchão e depois estourar a bexiga. Quem conseguir estourar primeiro a bexiga será o vencedor.
8-DANÇA DA LARANJA: Um casal por equipe. Cada casal terá que dançar com uma laranja entre a testa dos dois com as mãos para trás. A equipe que derrubar a laranja sai da dança. O objetivo é ver que equipe consegue ficar mais tempo com a laranja na testa sem deixar cair.
9-CORRIDA DA BOLINHA: Dois participantes por equipe, uma caixa com bolinhas e um blusão por equipe. Um participante veste o blusão que deverá ser amarrada embaixo para que as bolinhas não escapem, o outro buscara as bolinhas e entregará nas mãos do que esta com o blusão que assim deve arrumar a bolinha dentro. No final serão contadas quantas bolinhas cada equipe conseguiu esconder no blusão, quem tiver mais é o vencedor.
10-CORRIDA DA BOLINHA NA COLHER: Um participante por equipe. A equipe que conseguir chegar até o ponto de chegada primeiro equilibrando a colher com a bolinha na boca sem utilizar as mãos e sem deixar a bolinha cair será o vencedor. (caso a bolinha caia terá que voltar para o ponto de partida e começar novamente)
11-CORRIDA PARA ENCHER A GARRAFA: Um participante por equipe. Cada equipe tentará encher uma garrafa PET levando a água do balde até a garrafa correndo com um copinho descartável de café que estará furado no fundo. Quem conseguir em um minuto encher mais a garrafa será o vencedor.
12-VARAL DOS BISCOITOS: Um participante por equipe. O participante tentará comer o biscoito que estará amarrado em um varal sem poder utilizar as mãos. Quem conseguir comer todo o biscoito primeiro será o vencedor.
13-CORRIDA DO SAPATO: Cinco participantes por equipe. Todos terão que tirar os sapatos e encostar de cara para uma parede, os sapatos serão embaralhados e dada à largada cada participante terá que vestir seu sapato. A equipe que conseguir vestir primeiro será o vencedor.
14-LANÇA ARGOLAS: Cada equipe escolherá um participante que seja bom de arremesso. Esse participante tentará acertar a argola no bico da garrafa. Quem conseguir acertar mais argolas ganha.
15-DINÂMICA DA BEXIGA NO PÉ: Cinco participantes por equipe. Cada participante terá uma bexiga amarrada em seu pé direito e com o pé esquerdo tentará estourar a bexiga da equipe adversária sem deixar que estourem a que está amarrada ao seu pé. Quem estiver a bexiga estourada sai da brincadeira. A equipe que ficar com mais bexigas cheias será o vencedor.
16-CARRINHO DE MÃO: Trace duas linhas no chão, uma de largada e outra de chegada. Os participantes dividem-se em pares e se colocam atrás da linha de largada. Todos contam até três e um corredor de cada dupla se abaixa, estica as pernas para trás e apoia as mãos no chão. O outro corredor levanta as pernas do parceiro e as duplas começam a correr, um com os pés e o outro com as mãos. Quem cair volta à posição de largada. Vence quem chegar primeiro à linha de chegada.
17-BATATA-QUENTE DOS BICHOS: Colocar as crianças em círculo. Elas terão de passar um saco com os bichos de brinquedo dentro, enquanto a música é tocada. Não vale demorar-se para passar o saco, nem jogar em cima do outro. Tem que ser passado de mão em mão. Quando a professora parar a música, a criança que estiver com o saco na mão, retira um bicho sem ver, mostra a todos e deve imitar o som e como este bicho se locomove.
18-PEGA-PEGA DIFERENTE: dividir a turma em dois grupos e identifica-los com lenços ou fitas de cores diferentes. Após o sinal do professor, os grupos deverão pegar uns aos outros e a criança “pega” deverá ficar num espaço delimitado pelo professor. Vence o grupo que tiver mais pessoas que não foram pegas.

19-CAIXA-SURPRESA: com uma caixa de papelão encapada, o professor irá mandar para a casa de um aluno a fim de que os pais enviem algum material que possa ser descoberto pelas crianças. O professor vai fazendo descrições do material, até que as crianças descubram o que é.
20-QUE SOM É ESSE? Usando faixas de TNT preto, vendar os olhos dos alunos e fazer diferentes barulhos usando instrumentos musicais, latas, brinquedos, etc. a fim de que as crianças identifiquem os mesmos.
21-PNEUS: esses podem ser usados para várias brincadeiras, como pular dentro e fora, se equilibrar andando sobre a parte de sua lateral ou ainda quem consegue rolar o pneu de um determinado lugar até o outro sem deixa-lo cair.
22-ARREMESSO: o professor fará uma linha no chão usando fita crepe e as crianças deverão arremessar garrafinhas plásticas cheias de areia para frente. O professor irá medir as distâncias e verificar quem conseguiu arremessar mais longe. Depois, em sala, poderá fazer um gráfico explicativo.
23-DENTRO E FORA: fazer uma forma geométrica bem grande no chão e pedir que as crianças entrem na delimitação desse espaço. Se quiser, o professor poderá fazer outra forma dentro da que já fez onde irá pedir que os alunos adentrem também, explorando ainda que se a forma é pequena eles irão ficar apertados.
24-DE ONDE VEM O CHEIRO? O professor irá passar perfume em um paninho e o esconderá na sala, num lugar fácil, onde os alunos deverão descobrir de onde vem o cheiro.
25-TOCA DO COELHO: dispor bambolês no pátio da escola de forma que fiquem duas crianças em cada um e que sobre uma fora do bambolê. Ao sinal do professor, as crianças deverão trocar de toca, entrando duas em cada um. Sempre sobrará uma criança fora da toca.
26-CAIXA DE SENSAÇÕES: o professor pode encapar uma caixa de sapato fazendo um furo em forma de círculo, com dez centímetros de diâmetro. O professor deverá organizar materiais como retalhos, flocos de algodão, pedaços de lixa, tampinhas, caixinhas além de outros objetos e ir colocando-os por uma das extremidades, a fim de que a criança, com a mão do outro lado, identifique o material.

Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais