Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

Marcadores

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Espelho

Ganhei esse espelho de minha amiga Vanessa.
Está na porta de meu quarto pois o espelho é um dos instrumentos mais poderosos do Feng Shui, reflete imagens para "espantar" ou expulsar as energias negativas que podem nos rondar.

Fonte Feng Shui: http://www.terra.com.br/esoterico/fengshui/colunas/2004/06/26/000.htm

Foi feito com E.V.A. colocando um espelho no miolo da flor. Boa dica para lembrancinha!
Medidas:
- espelho: 10 x 10cm
- flor: 22 x 22cm
- caule: 12 x 4cm (medida da flor até o laço)
- vaso: 10cm (comprimento), base embaixo 10cm, topo de ponta a ponta 18cm.
Obs.: pode-se fazer o vaso com outra cor.


Avental para histórias

Esse avental foi confeccionado com TNT sendo colado com cola quente: uma tira fica em volta do pescoço e outras duas tiras em cada lateral para que possa ser amarrada na cintura.
Obs: o avental vermelho foi confeccionado pela minha amiga Claudia.

Os fantoches ou fichas da história ficam dentro do bolso onde o professor irá retirar quando necessário.

Dica 1: montar um avental neutro para ser utilizado em qualquer história.

Dica 2: pode-se montar vários aventais de acordo com a história a ser narrada.
Ex.: Chapeuzinho Vermelho: cenário do avental (floresta) fantoches no palito dos personagens.

Outras sugestões encontradas no google



sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Mensagem aos amigos 1

ܓ ¸¸.´¨`•.¸¸.•´¨`•.¸¸.•´¨` ܓ
Que você seja alegre, mesmo quando vier a chorar.
Que você seja sempre jovem, mesmo quando tempo passar.
Que você tenha esperança, mesmo quando o sol não nascer.
Que você ame seus íntimos, mesmo quando sofrer frustrações.
Que você jamais deixe de sonhar, mesmo quando vier a fracassar.
Isso é ser feliz.
Que através destas palavras você garimpe ouro dentro de si mesmo.
E seja sempre apaixonada pela vida.
E descubra que você é um SER HUMANO ESPECIAL.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, perdas e frustrações. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história.
Ser feliz é uma conquista e não obra do acaso...
Jamais desista de si mesmo. Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível.
ܓ ¸¸.´¨`•.¸¸.•´¨`•.¸¸.•´¨`ܓ
DESEJO-LHE UMA VIDA ABENÇOADA!
Paz em seu coração! Karine
(extraído do livro "Dez leis para ser feliz", de Augusto Cury)

Eixos da Educação Infantil

Esses tópicos ajudaram-me a concluir as avaliações individuais de meus alunos durante o ano letivo e seguem as informações dos Referenciais Curriculares Nacionais (RCNEI's).

MOVIMENTO
OBJETIVOS· Familiarizar-se com a imagem do próprio corpo.
· Utilizar diferentes recursos para o desenvolvimento do equilíbrio e coordenação motora.
· Brincar.
· Promover a integração, socialização e auto-estima.
· Explorar as possibilidades de gestos e ritmos corporais, para expressarem-se nas brincadeiras, danças e demais situações de interação.
· Desenvolver o lúdico através de imitação.
· Conhecer e respeitar as regras para uma maior socialização, através de critérios de cooperação.
· Deslocar-se com destreza progressiva desenvolvendo atitude de confiança nas próprias capacidades motoras.
· Explorar e utilizar os movimentos de preensão, encaixe, lançamento, etc. para uso de objetos diversos.


CONTEÚDOS· Utilização de espelho para expressão e comunicação.
· Participação em danças ou brincadeiras de equilíbrio, saltar, pular, etc.
· Familiarização com objetos específicos para livre construção de blocos de encaixe, cubos, cilindros, etc.
· Construção de castelos de areia, bolos de lama, cabanas de pano, etc.
· Manipulação e exploração de objetos e brinquedos variados.
· Utilização de teatro, dança, brincadeiras e jogos com regras.
· Construção e manipulação de bonecos, fantoches e marionetes para criação de brincadeiras.
· Exploração do faz-de-conta.
· Tomar sol no horário e tempo adequados.
· Levar as crianças a passeios.
· Participar de brincadeiras dirigidas: estátua, faz-de-conta, labirintos, pontes, etc.

AVALIAÇÃO· Usar convenientemente os gestos e ritmos corporais diversos para expressar-se.
· Deslocar-se, com relativa destreza no espaço, sem ajuda.
· Reconhecer e utilizar o movimento como linguagem expressiva.
· Participar de jogos e brincadeiras que envolvem habilidades motoras diversas.

MÚSICAOBJETIVOS· Utilizar a voz, o corpo e instrumentos musicais e materiais sonoros para reproduzir, inventar e imitar criações sonoras.
· Ouvir, perceber e discriminar eventos sonoros diversos, fontes sonoras e produções musicais.
· Identificar sons produzidos por animais, voz humana, objetos, natureza.
· Exercitar o silêncio, para perceber as características do som.
· Conhecer o repertório de canções e brinquedos musicais regionais.
CONTEÚDOS
· Imitação de sons orais, corporais ou produzidos por instrumentos musicais.
· Explorar e identificar elementos da música para se expressar, interagir com os outros e ampliar seu conhecimento de mundo.
· Trabalhar instrumentos musicais para perceber os diversos tipos de sons, distinguir suas características, identificando os sons produzidos por animais, voz humana, objetos, natureza.
· Exploração, expressão e produção do silêncio e de sons com a voz, o corpo e materiais sonoros diversos.
· Interpretação de músicas e canções diversas como canções de ninar, brincadeiras cantadas e rítmicas, as rodas, cirandas, jogos com movimento, brincadeiras com palmas e gestos sonoros e corporais, que envolvam a dança e a improvisação musical.
AVALIAÇÃO· Registros referentes ao desenvolvimento vocal, rítmico e motor; capacidade de imitação, de criação e de memorização musical.
· Capacidade de ouvir com atenção
· Participação com relativa desenvoltura de brincadeiras, respondendo a estímulos e fazendo imitações.
· Expressar-se por meio da voz, do corpo e com diversos materiais sonoros.
· Reconhecer e utilizar a música como linguagem expressiva
· Interpretar, improvisar e compor, utilizando-se da voz, do corpo e instrumentos musicais e objetos sonoros.
· Interessar-se pela escuta de diferentes gêneros e estilos musicais e pela confecção de materiais sonoros.
ARTES VISUAIS
OBJETIVOS· Utilizar diversos materiais gráficos e plásticos sobre diferentes superfícies para ampliar suas possibilidades de expressão e comunicação.
· Produzir trabalhos de arte, utilizando a linguagem do desenho, da pintura, da modelagem, da colagem, da construção desenvolvendo o gosto, o cuidado e o respeito pelo processo de produção e criação.
· Desenvolver a imaginação e a criatividade promovendo a formação integral da criança e canalizando excessos de energia para confecção de trabalhos, favorecendo a descarga emocional.
· Utilizar o próprio corpo para representar expressões, obras de arte, danças, músicas, etc.
CONTEÚDOS
· Experimentar, explorar e manipular materiais como lápis e pincéis de diferentes texturas e espessuras, brochas, carvão, carvão, etc.; de meios como tintas, água, areia, terra, argila, etc.; e de variados suportes gráficos como jornal, papel, papelão, parede, chão, caixas, madeiras, etc.
· Criação de desenhos, pinturas, colagens, modelagens a partir de seu repertório e da utilização dos elementos da linguagem das artes visuais: ponto, linha, forma, cor, volume, espaço, textura, etc.
· Reconhecimento e utilização dos elementos da linguagem visual representando, expressando e comunicando por imagens: desenho, pintura, gravura, modelagem, escultura, colagem, construção, fotografia, cinema, vídeo, televisão, informática.
· Reconhecimento do próprio corpo como instrumento de arte.
· Cuidado com o próprio corpo e dos colegas, no contato com suportes e materiais de arte.
· Utilização da arte como expressão e comunicação dos indivíduos.
AVALIAÇÃO
· Exploração de diferentes materiais e a possibilidade de expressar-se por meio deles.
· Utilização do desenho, da pintura, da modelagem e outras formas de expressão plástica para representar, expressar-se e comunicar-se.

LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
OBJETIVOS· Incentivar o gosto pela leitura de histórias, familiarizando-se aos poucos, com a escrita por meio da participação em situação nas quais ela se faz necessária no contato com livros, revistas, histórias em quadrinhos, etc.
· Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e expressão.
· Identificar seu nome escrito, bem como os nomes dos colegas, do professor nas diversas situações do cotidiano.
· Participar em situações cotidianas nas quais se faz necessário o uso da escrita.
· Instrumentalizar o aluno para transpor diálogos orais para a língua escrita.
· Trabalhar textos e gravuras explorando a interpretação dos mesmos, para agir criticamente diante da realidade em que vive.
· Desenvolver a capacidade de fazer leitura de textos escritos ou visuais para estabelecer relação entre a realidade e a fantasia.
· Criar momentos para ler, contar histórias folclóricas ou conhecidas das crianças.
· Apresentação de objetos para observação da imagem e nome do mesmo.
CONTEÚDOS
· Uso da linguagem oral para conversar, comunicar-se, relatar suas vivências e expressar desejos, vontades, necessidades e sentimentos, nas diversas situações de interação presentes no cotidiano.
· Valer de rótulos, propagandas, etc. para desenvolver a oralidade.
· Contar e recontar histórias.
· Organizar momentos de leitura livre, nos quais o professor também lê.
· Observação e manuseio de materiais impressos, como livros, revistas, histórias em quadrinhos, etc. para estabelecer diferenças de escritas, formas, leitura, estilo, etc.
· Estimular o diálogo em sala de aula.
· Elaboração de entrevistas.
· Trabalhar músicas, poemas, histórias, parlendas, poesias, etc. como motivo para desenvolver oralidade.
· Utilização de brincadeiras de “faz-de-conta” para trabalhar socialização.
· Incentivar a prática do uso de recado, avisos, pedidos, etc.
· Valorizar a fala das crianças, questionando-as como, por que, etc.
· Incentivar o desenho livre e dirigido para desenvolvimento da criatividade e análise critica.
· Escrever o próprio nome e identificar nomes dos colegas e professor, fixados em sala...
· Utilização de letras móveis para elaborar a própria escrita.
· Produção de textos individuais e/ou coletivos.
· Utilizar textos diversos para desenvolver trabalho interdisciplinar (matemática, ciências, geografia, etc.).
· Apresentação de objetos para observação da imagem, nome e registro escrito do mesmo.
AVALIAÇÃO
· Conversa naturalmente, interagindo verbalmente.
· Ouve atentamente histórias contadas e lidas pelo professor.
· Manifesta interesse em manusear livros, revistas, jornais e outros.
· Utiliza gestos e expressões fisionômicas e palavras para comunicar-se com o outro.
· Envolve-se em situações que envolva escrita.
· Incorporação de novas palavras e expressões.
· Realiza comentários sobe o que lê e escuta.
· Realiza produções de escrita propostas pelo professor.
NATUREZA E SOCIEDADE
OBJETIVOS· Explorar o ambiente para que possa se relacionar com pessoas, estabelecer contato com pequenos animais, com plantas e com objetos diversos, manifestando curiosidade e interesse.
· Valorizar a importância do ar, da água, do solo e do sol para os seres vivos e a preservação desses recursos, para a vida do planeta.
· Desenvolver hábitos de saúde pessoal, social e ambiental, visando ao bem-estar do indivíduo e da coletividade.
· Criar atitudes de cooperação e respeito ao outro na realização de atividades que visam à interação nos grupos em que convive e atua.
· Desenvolver procedimento para comparar, classificar, pesquisar, interpretar simbologias e ordenar fatos em seqüência lógica como instrumentos para aquisição do conhecimento e reflexão crítica sobre a realidade.
· Identificar a importância e valorização do homem como centro de transformação da sociedade.
· Identificar as partes e funções do corpo humano, bem como os cuidados necessários à boa saúde.
CONTEÚDOS
· Conhecimento do próprio corpo por meio do uso e da exploração de suas habilidades físicas, motoras e perceptivas.
· Estabelecimento de relações entre os diferentes membros da família (avós, pais e filhos).
· Participação em atividades que envolvam histórias, brincadeiras, jogos e canções que digam respeito às tradições culturais de sua comunidade e de outros grupos.
· Observação crítica do mundo físico, social e cultural que os cerca.
· Relato de experiências vividas através dos meios de comunicação referentes à história da comunidade e do mundo.
· Influência da preservação e modificação do meio ambiente, para a saúde dos seres vivos.
· Observação e conservação dos recursos hídricos e a importância do tratamento de água que abastece a cidade.
· Observação crítica das conseqüências geradas pela utilização desordenada dos recursos da natureza.
· Valorização de atitudes de manutenção e preservação dos espaços coletivos da comunidade e do meio ambiente.
· Observação da paisagem local (rios, vegetação, construções, etc.) para descrevê-la ou compará-la com outras conhecidas.
· Reconhecimento dos meios de transporte e comunicação em diferentes épocas e por diferentes grupos sociais
· Cuidados no uso dos objetos do cotidiano, relacionados a segurança e prevenção de acidentes.
· Conhecimento dos cuidados básicos de animais e vegetais por meio da sua criação e cultivo.
· Conhecimento de algumas espécies da fauna e da flora brasileira e mundial.
· Reconhecimento das partes e funções do corpo humano
· Percepção dos cuidados como corpo, a prevenção de acidentes e a saúde de forma geral.
AVALIAÇÃO
· Distinguir objetos, seres, formas cores, odores, movimentar-se no espaço e manipular objetos.
· Manifestar desejos e emoções de forma intencional através da interação com o outro.
· Obedecer a pequenas ordens, cuidados com animais; higiene do corpo.
· Reconhecer partes do corpo e perceber suas funções e características.
· Aceitar pequenas regras e entender orientações do prof° indispensáveis à convivência com o outro.
· Identificar e caracterizar membros de grupos sociais e familiares.
· Incorporar hábitos de higiene e atitudes de prevenção de acidentes.
MATEMÁTICA
OBJETIVOS· Relacionar semelhanças e diferenças entre os objetos, acontecimentos, fenômenos e situações.
· Ordenar diferenças formando seqüências lógicas.
· Comparar objetos e ações.
· Estabelecer relação de valor e/ou comparações entre os objetos: muito/pouco, mais/menos/igual.
· Estabelecer e construir relações de comparações de comprimento, peso, capacidade, tempo e temperatura.
· Participar de jogos de composição de figura.
· Utilizar a contagem oral e escrita nas pequenas operações e situações que necessitem dela.
· Reconhecer e valorizar os números, as operações numéricas, as contagens orais e as noções espaciais como ferramentas necessárias no seu cotidiano.
CONTEÚDOS
· Utilização da contagem oral nas brincadeiras e em situação nas quais as crianças reconheçam sua necessidade.
· Identificação de números nos diferentes contextos em que se encontram.
· Fazer agrupamento de objetos formando coleções de objetos, pessoas, animais, flores e outros.
· Comparação de conjunto: correspondência; equivalência; mais/menos.
· Procedimento de cálculo mental.
· Participação em situações-problemas para encontrar soluções.
· Comparações de tamanhos e objetos.
· Utilização de material concreto para desenvolver noções de medida.
· Desenvolvimento de noções de medida de comprimento.
· Utilização de materiais para desenvolver noções de peso.
· Trabalhos com recursos adequados para marcação de tempo.
· Manipular objetos diversos identificando as propriedades físicas: cor, forma, textura, odor, sabor, peso.
· Encaixar objetos de forma ordenada.
· Noções de posição espacial: em cima, embaixo, atrás, na frente, dentro, fora, etc.
· Descrição de pequenos percursos e trajetos observando pontos de referência.
AVALIAÇÃO· Contato com números, noção de quantidade
· Capacidade de manipular e explorar objetos e brinquedos descobrindo características principais e possibilidades de empilhar, rolar, encaixar, etc.
· Compreensão de referências espaciais e temporais.
· Realização de cálculos mentais simples como ferramenta para resolver problemas.
· Utilização de contagem nas brincadeiras e em situações nas quais reconheçam sua necessidade.

Enfeite de lápis e brincadeira

Enfeite para lápis confeccionado com E.V.A. e gotas de cola colorida.
Para as turmas do grupo 2 (maternal) e grupo 3 as crianças levaram com um lápis de cor grande, para o grupo 1 (berçário) foi utilizado o lápis de cor Jumbo da Faber-Castell.

Brincadeira: bola no chapéu

Esta é uma variação da brincadeira "boca do palhaço". Encapar uma caixa com craft e pintar com guache pele ou colorida. Fazer o chapeú com papel cartão na abretura da caixa, deixando aberto a parte de cima do chapéu. Desenhar o rosto do personagem na frente da caixa ou montá-lo com recortes de revistas (olhos, boca, nariz, bigode,etc.).
Como se joga: lançar bolinhas de jornal (ou aquelas da piscina de bolinhas, caso seja disponível) na abertura do chapéu.




segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Árvore de Natal

Árvore de natal confeccionada com:

-1 copo descartável
-2 folhas de revistas ou chamex
-tinta guache
-canjiquinha tingida com guache vermelha (para base)
-papel celulose (ou outro papel duro para base)
>estrela (cartolina e glitter dourado)
>bolinhas (papel crepon)


Mochila

Essa foi a mochila confeccionada com TNT para que as crianças levassem seu portfólio para casa. Modelo com uma alça costurada de lado e enfeite de ovelha de E.V.A. (essa ovelha foi tema da sala de aula juntamente com outros animais). Abaixo da ovelhinha foi escrito o nome da criança com Dimensional Glitter (próprio para tecido).

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Apresentação portfólio


CENTRO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL "VOVÓ JANDIRA"

BARRA DO RIACHO - ARACRUZ- ES - 2008



Lei nº 9394/96 – Art. 31 “na Educação Infantil a avaliação far-se-á mediante registro do seu desenvolvimento sem objetivo de promoção, mesmo para o acesso ao ensino fundamental”.

Senhores Pais e/ou responsáveis,

Este material é uma pequena amostra do que seu(a) filho(a) tem vivenciado e construído nesta escola.
O que se revela aqui é uma representação do momento da atividade. Porém, as crianças em nenhum momento têm uma aprendizagem definitiva, ela é construída no decorrer de toda sua vida. É ativa e está em constante transformação.
Portanto, não podemos dizer:
- SEU (UA) FILHO(A) É... e sim dizer HOJE SEU(UA) FILHO(A) ESTÁ... Como também não podemos compará-lo a outra criança, e sim com ela mesma.
Espera-se que este portfólio possa mostrar um pouco do compromisso profissional com o desenvolvimento e aprendizagem de seu filho, assim como deixar registrado um pouco de sua história no Centro Municipal de Educação Infantil “Vovó Jandira”.


Educadoras
Karine e Edicléa

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Mensagem portfólio "Aos olhos do Pai"

A mensagem abaixo será enviada juntamente com o portfólio (encadernação das atividades anuais dos alunos), na qual imprimi em papel vergê por ser mais grossinho, e passei um pouquinho de glitter prata em volta pra contornar a margem.

Relatório Educação Infantil

Esse texto ajudou-me na escrita do perfil geral de minha turma. Também pode ser utilizado para relatar o desenvolvimento individual das crianças. Acesse o slide original no site:
A INTRODUÇÃO: serve para apresentar as características da criança e ela no grupo – e o grupo em relação a ela! Falem de seu trabalho enquanto professor – que se preocupa com o bem estar de todos, com a aprendizagem significativa, que recebe as crianças e tudo que elas trazem em suas vivências e experiências.
O grupo – quem é, como são, qual é a rotina deles, atividades preferidas, característica(s) do grupo;
A criança no grupo – como ela se situa no coletivo – como se destaca e/ou como se coloca nele; como reage frente as atividades coletivas;
As características da criança – como ela é;
A criança e as atividades – suas preferências, suas reações, suas contribuições,
• A dinâmica da criança em sala – ela e a rotina – ela reclama, adere, participa do que? Seu temperamento e escolhas;
Suas relações com os outros - ênfase na parte afetiva – seus relacionamentos fazendo uma ligação com suas características pessoais;
Desempenho no dia-a-dia – nas atividades – como ela se envolve nas atividades, seu progresso, seu envolvimento com as atividades e pessoas;
Curiosidades dos comportamentos das crianças que ilustram seu desenvolvimento – suas falas, gracinhas, surpresas, insights, contribuições, perguntas, observações, etc.
Planos para futuro próximo – o que você pensa que a criança precisa para continuar se desenvolvendo de maneira progressiva e positiva, o que em particular você planejaria para ela. Revele o seu olhar particular para ela e suas projeções.
• As OBSERVAÇÕES FINAIS: servem para indicar como o professor irá continuar o trabalho com a criança em questão, RESSALTANDO A PREOCUPAÇÃO INDIVIDUAL, MAS INTEGRANDO-A NO GRUPO!
Lembre-seAbordando todos estes itens, o professor estará falando tanto das áreas do desenvolvimento infantil, como das áreas do currículo, trazendo a tona os quatro focos principais da Educação Infantil – criança, professor, currículo/planejamento e as relações.
Importante
O professor deve escrever como se estivesse escrevendo para alguém que não conhece as crianças e, portanto vão revelar as dificuldades com moderação. Neste documento é o lugar do professor falar na sua própria voz revelando suas observações, planejamentos, reflexões e planos futuros. A voz da criança será para exemplificar aquilo que vocês estão falando sobre elas!

Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais