Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

Marcadores

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

2º Relatório Individual

  • Nome da criança foi trocado para preservar identidade.

Ao ingressar na escola, a criança transpõe o limiar da família e passa a conviver com outras pessoas, descobrindo, à sua maneira, novos valores, novas experiências e novas aprendizagens as quais acompanho através da observação e do registro, compartilhando com seus familiares, seu sucesso e suas conquistas.

No sentido de contribuir para o desenvolvimento integral de Paulo, juntamente com sua família, acompanhei através de observações e registros o processo de conhecimento vivido pela mesma, suas conquistas e descobertas.

Paulo é uma criança alegre, extrovertida, que está sempre com um sorriso no rosto durante todas as atividades. Contudo, tem dificuldades em cumprir algumas regras em sala, acredito por ser uma criança com comportamento muito ativo. Estou sempre conversando com ele e direcionando quanto às normas para que tenha mais cuidado e não se machuque. Reconhece a maioria das cores e algumas letras do alfabeto.

Percebi que ainda costuma ficar disperso em atividades quando todos estão envolvidos coletivamente, além de necessitar de um maior cuidado com sua agilidade e coordenação motora global.

No que se refere à formação da identidade e ao desenvolvimento da independência e autonomia, observei que Paulo é uma criança que demonstra uma imagem positiva de si, onde realiza suas atividades com confiança. Estabeleceu vínculos afetivos com os colegas e com alguns adultos do CMEB, onde se sente aceita, ouvida, cuidada e amada.

Através das experiências vivenciadas no CMEB envolvendo movimento e música, Paulo participa de ambientes desafiadores que envolvem movimentos e situações de interações onde está desenvolvendo uma motricidade saudável. Aprecia participar de ambientes desafiadores que envolvem movimentos e situações de interações, onde interage com desenvoltura nas brincadeiras, respondendo a estímulos e fazendo imitações. Gosta de ouvir músicas, cantar e dançar.

Com o desenvolvimento de trabalhos com Artes Visuais suas capacidades criativas foram favorecidas, pois vem demonstrando apreciar: pintar; desenhar; modelar e brincar com materiais de construção e pinos de encaixe.

Neste período, Paulo ampliou suas capacidades de comunicação e de expressão com desenvolvimento no processo de interação com as pessoas. A criança é capaz de participar de situações nas quais conversa naturalmente, interagindo verbalmente. Também manifesta interesse em manusear livros, revistas e materiais escritos diversos.

Paulo ampliou seus conhecimentos sobre o meio social e natural vivenciando experiências através das quais reconhece partes do corpo e percebe algumas características e funções. Consegue identificar os elementos principais que constituem sua família. Demonstra interesse pelas plantas e hortas do CMEB. Demonstra ter incorporado hábitos de higiene: lavar as mãos antes e depois das refeições, além depois de utilizar o sanitário, escovação. Aprecia brincar no parquinho com areia, argila, pedrinhas, gravetos e outros elementos da natureza, além de gostar de observar os animais, as plantas, a chuva, o vento e a natureza em geral.

Por meio de atividades lúdicas como jogos e brincadeiras Paulo demonstra estar construindo gradativamente os conceitos matemáticos (embaixo/ em cima, dentro/fora, pouco/muito).

Para que nossas crianças pudessem avançar em suas conquistas e interações, procuramos envolvê-las em projeto que estimulem seus interesses e necessidades. Ao longo do ano letivo, desenvolvemos dentre outras atividades pedagógicas os Projetos: “Vila sem cárie”, “Encantando-se com poemas e poesias de Cecília Meireles”, “Brincadeiras de criança como é bom”, “Cantando e aprendendo com a música”, todos com o objetivo de promover o pleno desenvolvimento de suas capacidades afetivas, cognitivas, físicas, emocionais e sociais. A família vem sendo nossa grande parceira neste histórico escolar da vida de Paulo, construído aqui no CMEB Álvaro Souza.

Sua família acompanhou o seu desenvolvimento no CMEB durante todo o ano letivo, com interesse e participação.

 ...............................................................................

 Ao ingressar na escola, a criança transpõe o limiar da família e passa a conviver com outras pessoas, descobrindo, à sua maneira, novos valores, novas experiências e novas aprendizagens as quais acompanho através da observação e do registro, compartilhando com seus familiares, seu sucesso e suas conquistas.

No sentido de contribuir para o desenvolvimento integral de Melissa, juntamente com sua família, acompanhei através de observações e registros o processo de conhecimento vivido pela mesma, suas conquistas e descobertas.

Com o desenvolvimento de trabalhos com Artes Visuais suas capacidades criativas foram favorecidas, pois explora diferentes materiais em suas produções; além de demonstrar apreciar: pintar; desenhar; modelar e brincar com materiais de construção.

No que se refere à formação da identidade e ao desenvolvimento da independência e autonomia, observei que Melissa observa e explora o ambiente, a natureza com atitude de curiosidade. Também demonstra atitudes de interesse, respeito e participação pelas manifestações culturais (nos momentos sociais, teatros) apresentadas no CMEI. Tem dificuldade no momento da organização da sala, em ajudar a guardar os brinquedos nos lugares apropriados, demonstrando desânimo. Somente após muita insistência minha que costuma ajudar um pouco os colegas. Manifesta suas preferências, seus desejos e desagrados na interação com os outros.

Através das experiências vivenciadas no CMEB envolvendo movimento e música, Melissa participa de ambientes desafiadores que envolvem movimentos e situações de interações onde está desenvolvendo uma motricidade saudável. Aprecia participar de jogos e brincadeiras que envolvem habilidades motoras diversas, mesmo que antes observar os colegas para depois se envolver na atividade, com desenvoltura, respondendo a estímulos e fazendo imitações.

Neste período, Melissa ampliou suas capacidades de comunicação e de expressão, onde houve desenvolvimento no processo de interação com as pessoas. A criança é capaz de participar de situações nas quais: ouve atentamente histórias contadas e por mim, manifesta interesse em manusear livros, revistas e materiais escritos diversos.

Melissa ampliou seus conhecimentos sobre o meio social e natural vivenciando experiências através das quais: reconhece partes do corpo e percebe algumas características e funções; identifica os elementos que constituem sua família; descreve os elementos que compõe a paisagem local. Demonstra ter incorporado hábitos de higiene ao lavar as mãos antes e depois das refeições, na escovação. Aprecia brincar com areia, argila, pedrinhas, gravetos e outros elementos da natureza no momento do parquinho.

Por meio de atividades lúdicas como jogos e brincadeiras Melissa demonstra estar construindo gradativamente os conceitos matemáticos (embaixo/ em cima, dentro/fora, pouco/muito); tem noção de quantidade; realiza tentativas de cálculo mental simples; além de identificar algumas características das formas geométricas (triângulo, quadrado e circulo).

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Relato Individual de aluno



  • Obs.: O nome da criança foi modificado para preservar sua identidade.

Atividade: Confecção de formigueiro para a maquete sobre o poema "Leilão de Jardim" de Cecília Meireles.
Material: terra, água, balde, pá
Grupo II-B (turma: 2 anos)

A criança José participou da atividade proposta com alegria e descontração, porém intercalando momentos em que sua concentração tornava-se pouca, necessitando que eu chamasse sua atenção e muitas vezes deixasse-o mais próximo à mim.
Quando fomos à horta buscar terra para a preparação do formigueiro, José ficou encantado com o lugar, revirando a terra e mostrando as formigas que encontrava para os colegas. Mesmo sem ter ajudado a turma a pegar a terra, ficou um pouco mais distante observando as formigas e outros bichinhos que encontrava.
Ao retornar à sala, precisei segurar em sua mão, pois tentava derrubar o material coletado pelos colegas.
Na sala, participou da preparação do material misturando a terra com a água, contudo, quando eu chamava os outros colegas, José rolava no tatame e distraia a atenção dos demais. Tentei chamá-lo para voltar à atividade e se concentrar-se, mas sem maiores resultados.
Ao moldar o formigueiro, a princípio não queria tocar no barro, mas após ver os colegas modelando decidiu participar, mesmo que rapidamente para poder brincar com as peças encontradas na sala.

sábado, 6 de dezembro de 2014

Projeto Cecília Meireles

PROJETO “ENCANTANDO-SE COM POEMAS E POESIAS DE CECÍLIA MEIRELES” 


Público Alvo: Grupos I, II, III, IV e V (Educação Infantil).
Turnos Envolvidos: matutino e vespertino.
Pessoas Envolvidas: alunos, pais, professoras, monitoras, supervisora e diretora.
Área de Abrangência: linguagem oral e escrita, artes, natureza e sociedade, matemática, música e movimento.
Tempo de Duração: seis meses. 


JUSTIFICATIVA
Acreditando que para ser transformadora, a educação precisa apoiar-se em momentos e movimentos que visem dinamizar a leitura em ambientes alfabetizadores e familiares, desenvolveremos este projeto com o intuito de propor aos nossos alunos, elementos de uma aprendizagem efetiva, relevante e ao mesmo tempo, atraente e estimulante.
A necessidade do envolvimento dos pais e filhos nesse processo educativo visa despertar nas crianças o gosto pela leitura e a oportunidade de praticarem diversas formas de expressão artística, corporal e cultural das potencialidades do ser humano. 


OBJETIVO GERAL
Estimular a criança através dos poemas e poesias visando ampliar o repertório cultural, a ampliação do vocabulário e a expressão corporal e plástica. 
 
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
* Desenvolver a linguagem oral e escrita,
* Ampliar repertório poético,
* Promover situações dentro da escola para que as crianças sintam-se convidadas a ocupar o papel de poetas,
* Produzir trabalhos com artes explorando e manipulando diferentes materiais,
* Perceber as rimas das poesias,
* Privilegiar o aspecto lúdico, a sonoridade e a imaginação,
* Incentivar os alunos a lerem, mesmo de maneira não-convencional,
* Proporcionar momentos de leitura em família,
* Expressar sensações, sentimentos e pensamentos. 


ETAPAS DO PROJETO
* Estudo do projeto pelo grupo para o devido conhecimento do mesmo,
* Divulgação do projeto para a equipe escolar e com as crianças,
* Apresentação dos poemas e poesias através de leitura para as crianças. 


ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS
* Pesquisa sobre a autora, destacar a biografia de Cecília Meireles,
* Informativo para casa: biografia da autora,
* Roda de leitura,
* Apreciação de poesias e poemas,
* Confecção de cartaz com poemas e poesias da autora,
* Ilustração de poemas e poesias da autora,
* Roda de conversa,
* Exposição de cartazes com os poemas e poesias na sala de aula, corredores e demais espaços da escola,
* Desenho livre
* Recorte e colagem,
* Dramatização dos poemas e poesias,
* Modelagem,
* Recitar poemas e poesias,
* O aluno levará poemas e poesias da autora para casa onde será feita o momento de leitura em família,
* Comentário da criança sobre o momento de leitura em família,
* Exploração das formas geométricas,
* Exploração de letras e palavras significativas,
* Confecção de brinquedos com sucatas,
* Confecção de murais,
* Confecção de quebra-cabeças,
* Caça-palavras,
* Lista de poemas e poesias trabalhadas,
* Imitação dos personagens que aparecem nos poemas e poesias,
* Confecção de jogo de memória,
* Isogravura (impressão de imagem de uma superfície de isopor em outra),
* Molde vazado,
* Apresentações entre turmas em suas respectivas salas de aula. 

 PRODUTO FINAL
* Recital de poemas e poesias que será apresentado aos pais e demais pessoas envolvidas da escola.
* Exposição das atividades realizadas pelos alunos. 



REFERÊNCIAS
* Dicionário Aurélio.
* SEMED. Proposta Pedagógica de Aracruz. Setor de Educação Infantil, Aracruz, 2005.
Arnaldo Nogueira Júnior. Releituras: resumo biográfico e bibliográfico. Disponível em: . Acesso em: 07/05/2014.
* Antonio Miranda. Disponível em: . Acesso em: 19/02/2014.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Atividades Coletivas











Projeto "Vila Sem Cárie"

Atividades desenvolvidas de acordo com o projeto sobre saúde bucal, desenvolvido juntamente com a equipe odontológica no município onde trabalho atualmente (Vila do Riacho, Aracruz-ES).


 
















terça-feira, 9 de setembro de 2014

Desenvolvimento: até 6 meses

Fonte: Kuka
Primeiro mês
•Reconhece a voz e o cheiro da mãe;
•Pode tentar erguer a cabeça quando deitado de bruços;
•Tenta mostrar a língua ao ver alguém fazer o mesmo.
Segundo mês
•Move a cabeça para os lados;
•Começa a sorrir;
•Emite sons,‘respondendo a você;
•Perde alguns reflexos típicos de recém-nascido;
•Faz movimentos mais suaves;
•Demonstra alegria ao perceber a sua presença;
•Enxerga distâncias maiores;
•Abre e fecha a boca, tentando imitar a fala dos adultos.
Terceiro mês
•Demonstra mais interesse pelas pessoas;
•Descobre as mãos;
•Consegue abrir e fechar as mãos e brincar com os dedos;
•Mantém a cabeça erguida por alguns segundos;
•Pode se apoiar sobre os braços esticados, quando estiver de bruços;
•Segura os brinquedos;
•Agita os brinquedos;
•Tenta alcançar e segurar objetos;
•Emite alguns sons;
•Começa a dizer gu.
Quarto mês
•Firma melhor a cabeça;
•Usa as mãos para explorar o rosto e objetos de interesse;
•Pode emitir sons identificáveis;
•Lembra-se de algumas coisas, como o som emitido pelo chocalho.
Quinto mês
•Segura os dedões dos pés e os leva à boca;
•Pode tentar firmar-se em pé;
•Começa a rolar pelo chão;
•Vira a cabeça para outro lado quando não quer mamar;
•Pega os brinquedos que deseja;
•Consegue concentrar-se por períodos curtos;
•Leva tudo à boca;
•Sabe pedir colo, erguendo os bracinhos;
•Quer participar de tudo;
•Revela entusiasmo ao perceber que está na hora de mamar.
Sexto mês
•Firma a cabeça;
•Segura objetos;
•Gosta de ficar sentado, com as costas apoiadas;
•Começa a rir;
•Faz sons com os lábios;
•Muda o tom de voz para se expressar;
•Começa a interagir, chamando a atenção por meio de sons ou jogando objetos no chão.

2º Perfil de turma: grupo IV (4 anos)



O grupo IV-B matutino continua composto por 20 crianças sendo 07 do sexo masculino e 13 do sexo feminino. Até o presente momento nenhuma criança frequenta integralmente o ambiente escolar e três necessitam de transporte público municipal para chegar à instituição escolar, pois residem em área rural.
Os momentos de entrada e saída das crianças acontecem tranquilamente. Os familiares acompanham as crianças até a porta onde são recepcionados por mim, costumam relatar algo da criança caso estejam enfermos (gripe, febre, alergia, etc.). Na saída, perguntam sobre o comportamento e relato caso tenha acontecido algo mais sério ou sobre os recados da instituição.
Em rodas de conversa, todos os envolvidos já reconhecem e utilizam os nomes dos colegas. Costumam relatar sobre passeios com familiares, pessoas que foram à sua casa para visitá-los ou se foram ao posto de saúde por estarem doentes. Em geral, prestam atenção quando o outro está expondo uma fala. Entretanto, ainda há poucas crianças que se concentram para ouvir a fala do outro, onde começam citar fatos soltos e distorcidos sem relação com a fala do colega em questão. Nesse momento, costumo pedir que aguarde sua vez e, posteriormente questiono direcionando suas ideias.
Os combinados da turma são sempre lembrados durante todo o decorrer das atividades, onde as próprias crianças discutem entre si e direciono suas ideias na elaboração das normas.
A maioria das crianças trazem mochila de casa com peças de roupa caso seja necessário trocar, deixando-a pendurada na cadeira onde senta-se.  A organização da sala é feita após as brincadeiras e tarefas do dia, onde oriento o momento avisando sobre a próxima atividade a ser feita e lembrando os lugares de cada material ou brinquedo a ser guardado. De acordo com cada tarefa a ser realizada, se necessário troco a disposição das mesas e cadeiras para um melhor aproveitamento do espaço físico, desenvolvimento das atividades e autonomia das crianças.
Em situações que envolvem a necessidade de explicar e argumentar ideias e pontos de vista, tanto minhas quanto das próprias crianças, a participação se dá de maneira ativa e espontânea, dificilmente uma criança fica calada, mesmo que diga um relato simples e objetivo. A maioria consegue recontar histórias com características próximas à história original, porém preferem relacionar com algo de sua vivência ou mesmo reinventar outros fatos criativamente.
A prática de leitura e escrita geralmente acontece na sala de aula, algumas vezes no pátio externo gramado. Também há um cantinho de leitura no parquinho que as crianças apreciam muito reunindo-se em rodinhas para colorir e compartilhar as historias. O grupo tem preferência por histórias que envolvem princesas, monstros e heróis. Quando os momentos de leitura acontecem fora da sala de aula (gramado) costumam dispersar sua atenção para as pessoas que passam na rua próxima à escola.
No presente ano foi trabalhado o projeto Comunidade de Leitores, tendo como foco principal os poemas da autora Cecília Meireles, proporcionando às crianças materiais variados seja em atividades individuais e/ou coletivas. Essas atividades acontecem de uma a duas vezes na semana, onde também vem sendo desenvolvida junto com a família a pasta de leitura: a criança leva para compartilhar com a família um kit de leitura contendo livro, caneta, lápis de cor e pasta para um familiar fazer a leitura da história e relatar como foi momento. Todos estão participando prazerosamente e sempre perguntando quando irão levar o kit novamente para casa.
Para as atividades artísticas, busco utilizar materiais variados proporcionando às crianças um melhor desenvolvimento de sua autonomia e criatividade. Geralmente seus trabalhos artísticos ficam expostos na própria sala de aula ou, quando possível no corredor da escola.
O grupo está desenvolvendo uma motricidade saudável, onde gostam de ouvir musica, cantar e dançar. Interessam-se pela escuta de diferentes gêneros e estilos musicais, preferindo os que têm sons mais agitados. Apreciam muito assistir aos momentos sociais, porém ainda ficam receiosos quanto à apresentação ficando inibidos e tímidos. Os familiares são convidados para assistir aos momentos sociais onde culminam projetos e apresentações de festas como a “Festa na roça”, “Festa da Primavera” e culminância do projeto de leitores.
A turma vem ampliando seus conhecimentos sobre o meio social e natural vivenciando experiências através das quais demonstra interesse em aprender coisas novas sobre sua cidade e a natureza. Na instituição é possível visitar a horta e associar determinadas atividades, como a turma na confecção de uma maquete sobre o poema de Cecília Meireles “Leilão de jardim”, feita juntamente com outra turma da instituição. Foi possível visitar a horta e comparar pequenos insetos que estão presentes nos dois ambientes e incentivar a valorização do meio ambiente.
O grupo IV-B aprecia muito as brincadeira no parquinho e no pátio externo gramado, costumam reunir-se em grupos, geralmente separando meninos de meninas, para brincar de pega-pega, chicotinho queimado, comidinha com areia e sucatas, balanços, casinha com escorregador. Quando aparece alguma dificuldade costumam solucionar entre si, vindo à minha procura somente quando algo mais sério acontece.
As crianças circulam pelos demais ambientes da escola de maneira livre e descontraída. Algumas vezes fazem filas para ir ao refeitório, quando há muita aglomeração no corredor, para que consigam seguir com os demais colegas.
A alimentação ocorre no refeitório onde podem escolher seus alimentos de preferência a serem ingeridos, sempre peço para pegar pouco de acordo com a quantidade que consegue comer para evitar desperdício. Percebo que preferem alimentos mais simples (arroz, feijão, polenta, salada de folhas) e também a sobremesa quando é possível saborear melancia ou banana. Costumam interagir entre si comparando qual alimento pegou, a quantidade, se irá repetir o prato.
As crianças participam de maneira ativa no decorrer de todas as atividades propostas, preferindo as coletivas. Estou sempre intervindo e questionando, principalmente quando têm novidade sobre sua vivência que possa ser associada à atividade ou brincadeira. Algumas crianças mais tímidas preferem antes observar os demais colegas para depois realizar a tarefa.

terça-feira, 10 de junho de 2014

Diário Digital - Prefeitura Aracruz/ES

A Secretaria de Educação de Aracruz (Semed) implantou em nossa rede municipal de ensino, o diário digital onde possibilitará as unidades de ensino, Semed, pais ou responsáveis dos alunos o acesso via internet, pelo site da Prefeitura de Aracruz/ES, por meio de link feito com as escolas de informações sobre a vida escolar dos alunos.

Em minha escola, juntamente com as professoras Adriana e Kelly, além da nossa pedagoga Giselda e duas secretárias do CMEB onde leciono, recebemos capacitação para utilização da nova ferramenta e a forma correta de manusear o sistema. 

Assim, senti a necessidade de fazer esse roteirinho para facilitar não só o meu acesso à nova ferramenta de trabalho quanto para os demais colegas em meu CMEB, assim deixei também aqui nesse espaço para poder compartilhar aos amigos blogueiros também em nossa rede de ensino. 

Caso queira os ítens abaixo para fixar em seu caderno de planejamentos, deixe seu e-mail nos comentários que envio em anexo o arquivo do word  e os contatos que a SEMED nos deixou disponível (somente para Educação Infantil).
Bom trabalho!
-------------------------------------------------------------------------------------------

Obs.: Acessar preferencialmente pelo navegador Mozilla Firefox.


1º Passo: Acessar site   

- Link à direita: portal de serviços
 




- clicar em: Opensino-sistema escolar
- e novamente em:  Opensino-sistema escolar 






- Digitar seu nome de “Usuário” (sempre minúsculo) e “senha”.



..............................................................................................................
 
2º Passo: Registrar conteúdos (atividades)
- cadastro  - Aula - Procurar turma - Nova Aula
.........................................................................................................................

3º Passo:  registrar frequencia (faltas e presenças)

- Registros
- Registro de Frequencia
- Selecionar o grupo (caso tenha mais turmas)
- selecionar o período da quinzena
- desmarcar a presença (no caso de falta)
     - salvar frequencia.

 ..................................................................................................................

4º passo:  registrar Perfil de Turma
- Registros 
- Avaliação de Turma 
- selecionar ano (grupo ou turma, caso tenha mais turmas) 
- Selecionar “nova avaliação” 
- ou no quadradinho abaixo de ano em “avaliação” para alterar.


 ....................................................................................... 


Obs.: O PGAD (Plano Geral da Ação Didática) por enquanto não está no site.
........................................................................................ 


5º passo: Registrar Avaliação Individual

- Cadastro 
- Avaliação 
- Nova avaliação (registrar a 1ª avaliação semestral) 
   - Descrição (nomear por exemplo: 1º Relatório Individual) 
   -Data: 30/06/2014 (data fixada pela SEMED) 
   -Categoria: Avaliação Normal 
   -Salvar


-Registro
- Registro de avaliação

-Procurar turma (grupo ou turma, caso tenha mais turmas) 
    -No quadro procurar em frente nome de cada criança: resultado 
    -Digitar cada avaliação.  
- Salvar

Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais