Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

2º sorteio blog Karine-Kira

2º Sorteio do blog Karine-Kira

O participante que quiser participar do sorteio deve apenas seguir essas regras simples:

.Residir no Brasil

.Criar frase com a palavra "Família" (também será aceito no plural "Famílias".

. Preencher o formulário com email. AQUI



As inscrições para o sorteio começam hoje dia 01/junho/2018 (sexta-feira) e terminam na manhã do dia 07/dezembro/2018 (sexta-feira).

Informações adicionais:

· O sorteio será feito pelo sistema “Random.org” já instalado no blog.

· O resultado do sorteio será divulgado até o dia 12/dezembro/2018 (quarta-feira).

· O resultado será divulgado no Blog e meu Facebook. O vencedor será comunicado também por e-mail inscrito na inscrição do sorteio.

· O vencedor se compromete, a fornecer uma foto com o prêmio, para devida prestação de contas do blog (não é obrigatório, mas gostaria muito de te conhecer e divulgar seu site, caso tenha).

· A vencedora terá 48hrs para responder o contato ou será feito outro sorteio entre os inscritos.

Boa sorte a todos! Paz em seus corações!

Karine-Kira

Marcadores

sábado, 27 de outubro de 2018

Relatório criança com Transtorno Espectro Autista


*Nome fictício para preservar identidade infantil.
- Relatório sobre comportamento de criança com Transtorno do Espectro Autista, solicitado pela secretaria de Educação, após tanto professora, equipe gestora e família da criança pedir desde o início do ano letivo, que uma cuidadora seja disponibilizada para atender ao aluno individualmente. Assim, após muitas tentativas juntamente à prefeitura e família solicitar mediante reuniões com Ministério Público e outros, será disponibilizada somente para o próximo ano letivo.
- Relatório redigido pela Professora Regente Karine juntamente com a Professora Especializada em educação Especial Jaqueline, com supervisão da diretora Suely e a pedagoga Giselda.

     *Danny Menard é uma criança que foi diagnosticada com laudo neurológico CID F84:0, apresentando distúrbio da fala, dificuldade de socialização e transtorno do espectro autista necessitando de acompanhamento especial escolar.
      Ainda não desenvolveu hábitos e atitudes de socialização por vontade própria, gosta de se isolar na presença de seus colegas de classe, apesar de demonstrar muito interesse de ficar ao lado da professora regente em todas as atividades, buscando sua atenção constantemente.
      A turma do GII-A matutino é composta por 18 alunos, sendo que essa faixa etária de 2 a 3 anos, requer muita atenção e cuidados,  sendo ainda crianças muito dependentes na rotina (alimentação, higienização, nas atividades externas, além das atividades realizadas em sala).
      A figura de uma cuidadora específica para essa criança autista irá colaborar muito com o seu desenvolvimento, que está com limitação na comunicação e na compreensão de comandos e, principalmente na socialização durante as atividades propostas pela professora regente durante as aulas com efetiva participação. São exemplos de situações da rotina sejam na sala de aula ou nos demais espaços da instituição:
·  Na ida ao refeitório quando a professora regente tenta coordenar as crianças mesmo com a ajuda da monitora seja em fila ou dadas as mãos, Davi além de correr pelo refeitório, não aceita segurar nas mãos dos colegas, tentando segurar o braço da professora por todo tempo e pular em seu colo; também necessita de apoio para alimentar-se pois ainda está desenvolvendo sua autonomia para comer sozinho e coordenação ao segurar os talheres e levar à boca.
    ·  É dependente na higienização das mãos e boca e utilização dos materiais para esse fim (abrir e fechar torneiras, uso do sabão, escovação), ainda necessita do uso de fraldas, pois não adquiriu controle de seus esfíncteres,
     ·  Quando vamos aos ambientes externos, faz-se necessário ficar próximo à *Danny Menard por praticamente todo tempo, pois costuma além de correr e circular por todo o espaço, quando a professora está direcionando as demais crianças, a puxa ou agarra em suas pernas, o que desconcentra todo o grupo, mesmo com ajuda da monitora existente.
      Cada criança com Transtorno do Espectro Autista é única, cada caso é um caso, mas para *Danny Menard observamos que ter uma pessoa ao seu lado fará uma enorme diferença, auxiliando a professora em um atendimento mais focado em suas necessidades e dificuldades específicas, contribuirá para os avanços na conquista de sua autonomia e aprendizagem.
      A família mostra-se muito participativa e acompanha seu processo de aprendizagem com muito interesse, sempre buscando a ajuda de especialistas na tentativa de resolução das dificuldades que ele apresenta. A professora regente está sempre em contato com a mãe, seja na escola ou mesmo pelas redes sociais, parceria na qual vem contribuindo para dividirmos as angustias e experiências e, conseqüentemente, discutirmos o que é melhor para a criança.
       A disponibilização deste profissional é uma medida fundamental e imprescindível para a efetivação da educação inclusiva e de qualidade em nossa escola, além de ser um direito básico garantido constitucionalmente de acordo com a Lei nº12764/2012 (art.3º, parágrafo único).

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Dia das crianças

Algumas atividades realizadas em oficinas de minha escola para a Semana das Crianças.

Da minha turma (2 anos): avião com pregador e palito de picolé. 

Pirulito na borboleta eva

Bichinhos de bexiga


Peteca de tnt

Prof Sara: só alegria com seu cachorrinho de bexiga

Ideia do google

Bexigas

Bichinhos: bexigas com trigo

quarta-feira, 18 de julho de 2018

Texto de Pedro Bial sobre Educação

TUDO O QUE HOJE PRECISO REALMENTE SABER, APRENDI NO JARDIM DE INFÂNCIA
PEDRO BIAL

Tudo o que realmente vale a pena saber, eu aprendi no jardim de infância.
Tudo o que hoje preciso realmente saber, sobre como viver, o que fazer e como ser, eu aprendi no jardim de infância. A sabedoria não se encontrava no topo de um curso de pós-graduação, mas no montinho de areia da escola de todo dia.
Estas são as coisas que aprendi:
1. Compartilhe tudo;
2. Jogue dentro das regras;
3. Não bata nos outros;
4. Coloque as coisas de volta onde pegou;
5. Arrume sua bagunça;
6. Não pegue as coisas dos outros;
7. Peça desculpas quando machucar alguém; mas peça mesmo!
8. Lave as mãos antes de comer e agradeça a Deus antes de deitar;
9. Dê descarga; (esse é importante)
10. Biscoitos quentinhos e leite fazem bem para você;
11. Respeite o limite dos outros;
12. Leve uma vida equilibrada: aprenda um pouco, pense um pouco... desenhe... pinte... cante... dance... brinque... trabalhe um pouco todos os dias;
13. Tire uma soneca a tarde; (isso é muito bom)
14. Quando sair, cuidado com os carros;
15. Dê a mão e fique junto;
16. Repare nas maravilhas da vida;
17. O peixinho dourado, o hamster, o camundongo branco e até mesmo a sementinha no copinho plástico, todos morrem... nós também. (...)

O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem souber ver.

sábado, 26 de maio de 2018

Giz de cera reciclado

Principalmente nas escolas nos deparamos com aqueles pedacinhos de giz de cera que as crianças vão quebrando e acabam sempre indo pra o lixo no final do ano.
Tem uma dica super-fácil para reaproveitá-los e fazer um novo, seja da mesma cor ou multicolorido.
Comprei uma forma de silicone (dessas pra gelo), para que seja fácil de desenformar o giz reciclado depois de pronto.
Separei os restinhos de giz por cores, sendo que cortei os pedaços maiores e encaixei em cada buraco da forma. Os restinhos que sobraram fiz pedaços multicoloridos.
Derreti no microondas por aproximadamente 2 minutos. O tempo varia de acordo com a potência do microondas e da qualidade do giz de cera,pois alguns precisei deixar mais um tempinho.
Cuidado ao retirar devida temperatura quente do giz derretido. Retirei a forma com uma tábua de carne para dar suporte.
Para acelerar processo de endurecimento, coloquei no freezer por uns minutos.






Caderno com fitas

Encapei este caderno com fitas de cetim, utilizei três tom de azul. Não é difícil, porém precisa ter paciência e cuidado no trançado e o resultado é lindo.


Encontrei este vídeo  no canal no youtube de Sil Soares que explica bem como trançar as fitas.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Kit Familiar

Fonte Facebook Professores da Educação Infantil   e Instagram Chuva de Ideias .


KIT FAMILIAR

Quem disse que não existe receita para ser um bom pai ou uma boa mãe?
Pois quem falou isso, tinha razão: NÃO HÁ!
Cada pessoa em nossa família, mãe, pai, filho (a) é diferente; é um ser único, por isso o que existe são dicas e ingredientes para dar um tempero mais saboroso à vida em família.

INGREDIENTES QUE NÃO PODEM FALTAR PARA UMA VIDA FAMILIAR:
·  CHOCOLATE: representa as palavras doces e o diálogo que nunca pode faltar.
·  SORRISO: já dizia o pensador “O sorriso é a janela da alma”. Então se estás feliz, distribua sorrisos, mas se um dia as coisas ficarem difíceis e as palavras enganarem abram um lindo sorriso e verás como tudo melhora.
·  MASSA DE MODELAR: representa a brincadeira e a flexibilidade. Experimente virar criança outra vez e brincar com seu filho; divirtam-se juntos; permita-se inventar e reinventar. É preciso também ser flexível, saber moldar-se conforme o momento, saber ponderar.
·  CARTÕES (vermelho, amarelo e verde): não representa ser arbitrário, mas lembrar que é preciso saber dar limites, dosar, saber dizer “SIM” e saber dizer “NÃO”.
·  CALENDÁRIO: representa o tempo. Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje ou o que você deve fazer todos os dias. Reserve um tempinho para a família, para brincar com seu filho, para ouvi-lo ou simplesmente dar-lhe aquele carinho aconchegante. Não deixe para amanhã a oportunidade de dizer que ama e que sente saudades… O tempo passa depressa, os filhos crescem, a vida toma rumos imprevisíveis e você não quer se arrepender de não ter tido tempo, não é mesmo?
·  CHÁ: Esse ingrediente é para você sentar, relaxar, saboreando-o calmamente, sentindo o aroma da planta. Por que, afinal, precisamos sempre de um momento para refletir. Existem muitos chás, entre eles: o chá da paciência, para os momentos difíceis; o chá da sabedoria, para os momentos de decisão e o chá da união, para ser saboreado em família.
Você deve estar se perguntando: “- E o amor e o carinho?” Ah… Estes são sentimentos tão grandes e fortes que fica impossível esquecê-los. Mas sabemos que o amor se encontra guardado dentro de você! E o carinho? Este você irá demonstrar com um abraço em seu filho (a) todos os dias!
OBRIGADA PELA PRESENÇA E PARCERIA.

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Quebra-cabeça Família x Escola

Fonte:


Dinâmica para Ensino Fundamental:

Desenhar um barco no quadro e escrever nele: Barco do (nome da turma). Fale que você quer fazer uma viagem incrível, mas para isso precisa de pessoas corajosas para viajar e fale: “Eu quero entrar no Barco do (nome da turma) e vou levar Fulano”. Este diz: Eu quero entrar no Barco do (nome da turma) e levar Minha professora e Beltrano... e segue, sempre dizendo o nome de todas as pessoas anteriores.
A professora continua:
 No meio da viagem podem acontecer imprevistos. Alguns de nós podemos cair no mar e precisar de ajuda... Deixaremos nossos companheiros de viagem lá? Então vamos ter sempre cordas para o resgate. Pega o barbante, dê uma volta na mão e fale: “Fulano, pode contar comigo se precisar” e joga o rolo segurando o fio. Segue sucessivamente. No final reflita junto com a turma: precisamos uns dos outros e juntos somos mais fortes. (estique bem o barbante) “Sintam como a união fortalece”.
Para finalizar:
Diga a turma: o barco representa o que? A escola. Então, temos a escola, a professora e os alunos... Quem falta para a viagem?
Neste momento, explique sobre o quebra cabeça, que deve ser entregue à família e o aluno deve fazer o convite para que eles entrem no barco também.



Para a Educação Infantil:
Numa reunião de pais, converse sobre a importância dessa parceria e discuta questões relevantes à turma. Entregue o quebra-cabeça num pacotinho para que possam compartilhar com os demais membros da família.




segunda-feira, 23 de abril de 2018

Relatório comportamental


- Relatório encaminhado mediante solicitação de pediatra. Criança com 3 anos de idade.
*Nome fictício para preservar identidade infantil.

John* é uma criança com comportamento muito ativo.
Costuma brincar sozinho, mesmo quando tento enturmá-lo num grupo, pega os brinquedos dos colegas e os espalha pela sala. Quando deixo à disposição peças de encaixe, prefere procurar outro brinquedo ou fica subindo nas mesas e cadeiras. Geralmente quando proponho atividades em grupo, sua atenção se dispersa facilmente, mostrando um comportamento muito agitado, onde corre pela sala.
Apresenta dificuldade em compreender algumas normas de convívio da turma (como não jogar areia nos colegas, andar na sala sem correr ou subir nas cadeiras), mesmo quando o chamo para conversar e explicar as normas, no mesmo instante volta a descumpri-las.
Em momentos de roda de cantigas, participa sorrindo, batendo palmas e fazendo alguns gestos e coreografias, mesmo por um breve momento, onde volta a empurrar e pular em cima dos colegas.
Nos momentos de contação de histórias é necessário que fique próximo à monitora, onde chama sua atenção para a história. No parquinho, fica o tempo todo correndo, muitas vezes chega perto de outra criança e joga areia, mesmo quando tento colocá-lo próximo para brincar e dou alguns objetos.
Percebi que tem dificuldades de concentração e estabelecer foco por muito tempo, mesmo na sala de aula ou ambientes externos. Muda rapidamente de uma atividade para outra, mesmo sem tê-las concluídas.
Tenho conversado com outros professores e testado estratégias diferentes das demais crianças da sala para que John* consiga concentrar-se melhor nas atividades propostas.

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Panela de pressão elétrica

Quem me conhece, sabe que não sou fã de cozinhar, mas adoro essa modernidade tecnológica.

Assim, depois de muita luta com as panelas de pressão comuns, decidi inovar e adquirir esse modelo novo... elétrico.
Nossa, como facilitou ainda mais minha vida. Além de ser muito mais prática e segura, o cozimento é mais rápido. Além disso, facilita meu trabalho... deixo programada no tempo determinado e posso fazer outras coisas sem me preocupar.

Vale o investimento!
Comprei o  modelo Vicini, com 5 litros, por R$390.

Atividades lúdicas

Encontrei essas atividades no google e instagram. Caso conheçam a fonte, envie-me para publicar devidos créditos.





segunda-feira, 9 de abril de 2018

1º Relatório Individual (2/3anos)

Obs.: Nomes fictícios para preservar identidade infantil.
- Esse ano trabalhei com crianças do Grupo II matutino e vespertino (idade entre 2/3 anos). Parágrafo inicial em comum para todos, citando a rotina da turma.


-> 1ª Criança:

No primeiro semestre de 2018, foi realizado um planejamento da rotina de trabalho garantindo às crianças, horários para alimentação, parquinho, brincadeiras recreativas no pátio e de faz de conta, momentos de vídeo, momento social, momentos de leitura (em sala, em família, na biblioteca), projetos institucionais (Comunidade de leitores e Senhor Alfabeto), entre outras experiências. Com base na rotina citada, *John, apresentou as seguintes observações a partir dos campos de experiências a seguir:
-      O EU, O OUTRO E O NÓS: Segundo laudo médico neurológico, apresentado pela família, a criança é portador de síndrome do espectro autista, onde apresenta distúrbio da fala, agitação e dificuldade de socialização. Costuma chorar um pouco quando chega, mas logo se acalma quando lhe é oferecido um suporte para desenhar. É uma criança alegre, está na maior parte do tempo próximo a mim, seja para segurar minha mão ou me abraçar. Mesmo preferindo ficar mais afastado do grupo, como em momentos de roda de conversa, percebo que está atento ao que conversamos.
-      CORPO, GESTOS E MOVIMENTO: Em atividades de brincadeiras dirigidas demonstrou pouca destreza e equilíbrio na realização de alguns movimentos que envolvem pular, lançar e segurar, ás vezes tenta segurar-se em algo para facilitar seus movimentos. No parquinho, procura pequenos galhinhos e tocos das árvores para riscar na areia e tenta subir nos escorregadores. Caso algum colega senta-se ao seu lado, levanta e vai para outro lugar.
-      TRAÇOS, SONS, FORMAS, CORES E IMAGENS: Ao elaborar seus desenhos aprecia riscar e testar marcas gráficas sobre diferentes suportes de maneira desordenada, preferencialmente com canetinha, onde tenta riscar também as mãos e também as minhas quando estou ao seu lado.
-      ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO: Durante os momentos de leitura, demonstrou interesse em manusear livros diversos, repetindo falas dos personagens animais quando lhe mostro as figuras ou reproduzo seus sons. Aprecia assistir a filmes musicais e cantar, o que faz com alegria.
ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES: Com muita estimulação, nem sempre de maneira direta a ele, identifica partes de seu corpo, quando por exemplo, canto a música “cabeça, ombro, joelho e pé” ou estamos brincando de “seu mestre mandou”. Participa de contagem oral, às vezes usando também os dedinhos, em momentos de contagem das crianças ou se escuta alguém iniciar uma contagem.


-> 2ª Criança:

No primeiro semestre de 2018, foi realizado um planejamento da rotina de trabalho garantindo às crianças, horários para alimentação, parquinho, brincadeiras recreativas no pátio e de faz de conta, momentos de vídeo, momento social, momentos de leitura (em sala, em família, na biblioteca), projetos institucionais (Comunidade de leitores e Senhor Alfabeto), entre outras experiências. Com base na rotina citada, *Vick, apresentou as seguintes observações a partir dos campos de experiências a seguir:
-      O EU, O OUTRO E O NÓS: É uma criança bem alegre e muito extrovertida. Chega sempre com um sorriso no rosto. Em momentos de roda de conversa gosta muito de conversar e relatar experiências vividas por ela. Está sempre conversando sobre algo, seja de sua vivência ou de algum colega da sala. Durante a realização de trabalhos coletivos é sempre participativa, mas nem sempre coopera com os colegas. Entretanto algumas ações ainda precisam melhorar: tenho sempre que intervir colocando-a mais próxima a mim ou da monitora da sala, pois tenta pegar brinquedos dos colegas e empurra-os se está muito próximos, sem motivo aparente. Quando deixo peças de encaixe ou brinquedos de faz de conta, tenta puxar tudo para si e diz aos colegas “É de *Vick, não mexe”.
-      CORPO, GESTOS E MOVIMENTO: Em atividades de brincadeiras dirigidas demonstrou destreza e equilíbrio na realização de alguns movimentos que envolvem pular, lançar e segurar. Tenho que sempre estar atenta, pois a criança costuma subir nas cadeiras e mesas da sala. No parquinho demonstrou gostar mais de atividades que envolviam correr, onde apresentou certa agitação em atividades que envolviam determinada atenção, o que vem atrapalhando seu desenvolvimento.
-      TRAÇOS, SONS, FORMAS, CORES E IMAGENS: Ao elaborar seus desenhos aprecia riscar e testar marcas gráficas sobre diferentes suportes, onde tenta ultrapassar os limites de seus traçados para a mesa ou mesmo riscar os trabalhos dos colegas.
-      ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO: Durante os momentos de leitura, demonstrou interesse em manusear livros diversos, às vezes sem muito cuidado, pois arranca folhas e as esconde nas sacolas do cantinho da leitura ou joga fora na lixeira para que eu não chame sua atenção, na qual tento sempre conversar antes desses momentos de leitura sobre a conservação e cuidados com o material e livros. É uma criança que articula bem as palavras e dialoga sua vivência com os demais colegas e em momentos coletivos de roda de conversa. Já reconhece a inicial de seu nome (seja oral ou mostrando no banner da sala). Demonstra gostar de assistir filmes musicais e cantar cantigas, mesmo sua atenção sendo muito curta, normal para sua idade.
-      ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES: Seu raciocínio lógico-matemático vem sendo aprimorado de acordo com atividades de ordenação de objetos com base nos atributos como cor, tamanho, forma, espessura.



-> 3ª Criança:


No primeiro semestre de 2018, foi realizado um planejamento da rotina de trabalho garantindo às crianças, horários para alimentação, parquinho, brincadeiras recreativas no pátio e de faz de conta, momentos de vídeo, momento social, momentos de leitura (em sala, em família, na biblioteca), projetos institucionais (Comunidade de leitores e Senhor Alfabeto), entre outras experiências. Com base na rotina citada, *Lucca, apresentou as seguintes observações a partir dos campos de experiências a seguir:
-      O EU, O OUTRO E O NÓS: É uma criança alegre com comportamento bem ativo. Em momentos de roda de conversa escuto pouco sua voz, geralmente quando o questiono fica olhando para os colegas ou abaixa a cabeça. Durante a realização de trabalhos coletivos é sempre participativo. Entretanto algumas ações ainda precisam melhorar: costuma correr na sala e subir na mesa.
-      CORPO, GESTOS E MOVIMENTO: Em atividades de brincadeiras dirigidas demonstrou destreza e equilíbrio na realização de alguns movimentos que envolvem pular, lançar e segurar. No parquinho demonstrou gostar mais de atividades que envolviam correr, onde apresentou certa agitação em atividades que envolviam determinada atenção.
-      TRAÇOS, SONS, FORMAS, CORES E IMAGENS: Ao elaborar seus desenhos aprecia riscar e testar marcas gráficas sobre diferentes suportes, preferencialmente com canetinha, onde tenta imitar o traçado dos demais colegas ao seu lado de maneira desordenada.
-      ESCUTA, FALA, PENSAMENTO E IMAGINAÇÃO: Durante os momentos de leitura, preciso fazer intervenções para chamar sua atenção, pois dispersa com facilidade.  Manuseia com pouco interesse os livros em nosso cantinho, logo vai à procura de um brinquedo ou subir na cadeira para ficar olhando pela janela. Gosto de assistir filmes de cantigas onde dança e pula.
-      ESPAÇOS, TEMPOS, QUANTIDADES, RELAÇÕES E TRANSFORMAÇÕES: Já faz tentativas de reconhecimento das cores quando o questiono numa brincadeira ou atividade dirigida. Seu raciocínio lógico-matemático vem sendo aprimorado de acordo com atividades de ordenação de objetos com base nos atributos como cor, tamanho, forma, espessura.

segunda-feira, 12 de março de 2018

Caixa musical

Vi a sugestão no Facebook e Instagram e resolvi confeccionar esta "Caixa Musical" para explorar figuras e incentivar a oralidade de minhas crianças.

Comprei uma caixa plástica com tampa, encapei com eva, fiz um recorte onde as crianças colocarão a mão para retirar as figuras e cantar. Encomendei com uma amiga um microfone de eva para enriquecer e encantar as crianças nessa atividade.

Comprei uma figuras prontas de eva, mas estou imprimindo outras figuras para colocar na caixa.


A caixa abaixo retirei de exemplo do Facebook @prievart .

sábado, 3 de março de 2018

Cookies

Nessa receita pedi ajuda meu filho Otávio para preparar deliciosos cookies. Fui orientando-o na preparação e meu papel foi somente d cuidar do forno. Adoramos essa atividade e vamos realizá-la mais vezes, com certeza.

- 1 pacote de mistura para bolo de qualquer sabor (usei chocolate)
- 1 ovo
- 50g de manteiga gelada
- chocolate tipo confete

Modo de Preparo
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Misture o pó para bolo, o ovo e a manteiga em uma tigela (pode ser com as mãos) até ficar homogêneo e desgrudar das mãos. Coloque papel manteiga na assadeira ou unte com pouca manteiga. Faça bolinhas, e aperte levemente para dar o formato. Enfeite com os confetes de chocolate e leve para assar por uns 10 minutos. Ao esfriar, o cookie fica crocante.




segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Pintura Puf

Fonte: Wikihow

Mistura da massa (deixar na consistência de massa de bolo):
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo com fermento
  • 1 colher de sopa de sal
  • 7 colheres de sopa de água
  • Corante para alimentos da sua escolha
Deixei as crianças misturarem e coloquei cada massa num recipiente para ketchup, o que facilitou o desenho. Depois, coloquei no microondas aproximadamente 30 segundos (depende da potência) para dar o efeito puf.





Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais