Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

Marcadores

quarta-feira, 27 de julho de 2016

2º Perfil de turma: berçário



A turma do grupo I-A matutino atualmente é composta por 17 crianças: 11 meninas e 6 meninos, sendo três meninas em período integral. Não há criança com necessidades especiais no grupo. São crianças, em sua maioria, com comportamento ativo e muito curiosos que adoram dar e receber carinhos. Continuo com o apoio e parceria de mais três profissionais (APEI’S).
As crianças chegam com seus familiares, em geral com a mãe ou o pai. São recebidas por mim na sala de aula e, também pelas APEI’s. Após a acolhida, algumas já ajudam trazendo sua mochila ou dos amigos até a mesa ou a porta do banheiro para que possamos guardar nos ganchos. Há na sala uma caixa decorada com figuras de calçados, onde a maioria das crianças já conseguem retirar seus calçados com autonomia e guardá-los nessa caixa.
São crianças assíduas, faltando somente quando doentes. Com o acolhimento carinhoso e paciência dispensados tanto por mim quanto pelas APEI’s, mostram-se alegres e confiantes com todo espaço da instituição.
No decorrer do ano foram feitas diversas atividades com o intuito de desenvolver sua coordenação motora, linguagem oral, equilíbrio, lateralidade como: minicircuitos, roda de conversa, contação de histórias (com livros, fantoches, palitoches), luvas e placas sensoriais, arco com fitas, caixa surpresa, culinária, danças, apresentações, brincadeiras livres e dirigidas, visitação e cuidados com jardim, plantio de mudas e sementes, observação da metamorfose da borboleta.
Algumas crianças ampliaram sua expressão oral, relatam o que fazem em casa, se foram em algum passeio ou mesmo repetem frases que conversamos com eles, sempre sorrindo, gesticulando ou mesmo apontando pra algum objeto ou pessoa da sala na tentativa de relatar algo (no caso das crianças menores de 2 anos).
Participaram com muito entusiasmo da “Festa na roça”, onde foi proposto oficinas com brincadeiras típicas em festas juninas (jogo das latas, pescaria). No jogo das latas tiveram o cuidado de esperar sua vez na brincadeira e ajudaram a recolher as latas pra organizar para o próximo colega participar. Até mesmo os menores ficavam olhando os maiores brincando e, quando chegava sua vez, também tentavam derrubar as latas com a bola. Quando conseguiam, gritavam entusiasmados, batiam palmas e esperavam nossos elogios e incentivos.
Alguns combinados estão sendo mais compreendidos pelas crianças maiores, onde os menores tentam imitá-los: andar com cuidado no corredor, guardar os brinquedos da sala, sentar-se no tapete para colocar os aventais. Quando não cumprem com os combinados, alguns costumam chamar a atenção do colega dizendo “ai, ai, cuidado” ou “não pode” e, procuram um dos adultos na sala esperando que possamos chamar sua atenção. Ainda acontecem casos de mordidas, mesmo que esse incidente tenha diminuído. Algumas já entendem que não podem morder e sempre fazem carinhos e beijam os demais colegas. A relação conflituosa com os brinquedos e materiais pessoais têm diminuído, apesar de ainda acontecer.
As práticas de leitura vêm sendo muito prazerosas. Apreciam muito histórias com animais e figuras grandes, pois costumam imitar os sons e vozes de animais e objetos que conhecem nas figuras dos livros.
As crianças continuam apreciando muito o momento do parquinho, pois podem entram em contato com areia e brincarem com os baldinhos e pás. Também gostam quando vamos à cabana seja para brincar ou cantar, e podem observar mais a movimentação das outras turmas da escola.
Todas as crianças já estão andando. A maioria faz uso de fralda descartável, e são incentivadas ao uso do vaso sanitário, o que fazem sem maiores problemas. Algumas continuam fazendo uso da chupeta, mas procuramos dar somente na hora de dormir ou quando estão muito chorosas. O momento do sono continua sendo logo após o almoço. As crianças alimentam-se todas no refeitório. Os maiores já conseguem sozinhos utilizar os talheres e são incentivados para comer de tudo.

sábado, 9 de julho de 2016

1º Relatório Descritivo - 3 anos


No presente ano, no período vespertino, estou trabalhando com uma turma de 3 anos da Educação Infantil. Selecionei apenas três relatórios para postar, do total de dezessete crianças em minha turma.

* Nomes fictícios para preservar a criança.

 

1ª CRIANÇA

No que se refere à formação da identidade e ao desenvolvimento da independência e autonomia, observei que é uma criança com comportamento muito ativo. Está sempre atenta a tudo a sua volta e observando o que eu e a apei Ana estamos fazendo.

Costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos, tem dificuldade em cumprir regras. Mesmo depois da seleção de alguns combinados em grupo (falar em tom baixo, respeitar o colega, não empurrar na fila) ainda desrespeita essas normas. Sempre tenho conversado e fiz algumas fichas com figuras para ficar mais visível na sala, mas percebo que ainda tem dificuldade em respeitar esses combinados. Infelizmente algumas vezes em disputa por um brinquedo, um pertence, um objeto empurra ou bate em seus colegas, sendo assim, estamos sempre orientando a pedir desculpas e não agir desta forma.

Quanto à alimentação, aceita muito bem os alimentos oferecidos pelo CMEI, demonstra autonomia e firmeza para manusear talheres e copos. No jantar, costuma dizer que não quer algo quando lhe desagrada.

Nos momentos de leitura que acontecem em alguns espaços da escola, como na sala de aula e na biblioteca, preciso sempre lhe chamar atenção antes de iniciar a história, então escuta geralmente fazendo algum comentário e sorrindo, batendo palmas e dizendo para o colega ao lado que gostou. Tenho trabalhado a chamada oral através de fichas na roda de conversa, onde mostro seu nome no grupo, pergunto a inicial do nome e peço que prenda no armário com os ímãs; incentivamos a oralidade, a linguagem oral e escrita, a coordenação através de atividades com os cubos do alfabeto móvel. Percebi que reconhece seu nome quando mostro a ficha, porém algumas vezes mostra-se desatenta dispersando sua atenção. Quando começo falar algumas dicas, presta atenção e observa mais atentamente a ficha percebendo que é sua.

Através das experiências vivenciadas no CMEI envolvendo movimento e música, participa de ambientes que envolvem movimentos e situações de interações, aonde vem desenvolvendo uma motricidade saudável, deslocando-se no espaço com destreza. Participa com desenvoltura de brincadeiras, respondendo a estímulos e fazendo imitações. No momento social apresentado para as outras turmas, ficou um pouco tímida no início, mas logo se soltou dançando a coreografia com muita desenvoltura e alegria.

Vem ampliando suas capacidades de comunicação e de expressão: nas rodas de conversa, gosta de relatar fatos ocorridos em seu cotidiano, também ouve os relatos feitos por seus colegas perguntando se foi em algum passeio e se irá levá-la. Gosta de ouvir música, cantar e dançar. Costuma comandar as brincadeiras, delegando funções para os amigos. Quando algum não faz sua vontade, costuma deixá-lo de lado e dizer que não é sua amiga. Mesmo com minha intervenção dificilmente chama o colega para participar novamente da brincadeira, e fica num canto da sala e aos poucos vai chamando os outros colegas e deixando de lado aquele que não quis satisfazer sua vontade.

Nesse semestre realizamos algumas atividades referentes ao Projeto “Criança em um mundo verde é mais feliz”, com o intuito de introduzir a consciência ambiental e preservação da natureza, promovendo o desenvolvimento infantil, através de muitas brincadeiras e interações. Maria demonstra interesse pelas plantas encontradas no parquinho e nos jardins plantados nos pneus. Participou fazendo comentários quando mostrei slides e vídeos referentes à germinação e alguns tipos de plantas de jardim; auxiliou no plantio do jardim no pneu, além de ter apreciado nosso passeio pelo quarteirão da escola onde observamos o meio ambiente e coletamos alguns tipos de folhas e plantas. Aprecia brincar no parquinho com a areia e pedrinhas, além de gostar do balanço.

 

2ª CRIANÇA

No que se refere à formação da identidade e ao desenvolvimento da independência e autonomia, observei que é uma criança com comportamento observador e muito ativo. Está sempre em constante movimento pela sala e conversando com todos. Durante uma brincadeira quando deseja um objeto ou um carrinho que está com outro colega, tenta negociar pedindo pra trocar, então quando não consegue espera se distrair pra pegar o brinquedo e ir brincar escondido em outro canto da sala.

Quanto à alimentação, aceita muito bem os alimentos oferecidos pelo CMEI, demonstra autonomia e firmeza para manusear talheres e copos. No jantar, costuma dizer quando não quer algo. Às vezes preciso intervir pedindo para deixar a conversa pra outro momento, pois costuma dispersar seus colegas e ficar brincando.

Gosta de assistir filmes curtos com animais e DVD musical infantil; nesses momentos canta e imita gestos. A linguagem oral está sendo bem desenvolvida, sabe os nomes dos colegas, conversa naturalmente onde relata fatos de seu cotidiano, quando deseja algo pede e compreende nossos pedidos.

Nos momentos de leitura que acontecem em vários espaços da Escola, como na sala de aula e na biblioteca, consegue ouvir com atenção após eu relembrar alguns combinados e chamar sua atenção para concentrar-se mais na história, seja através de livros ou mesmo com fantoches. Tenho trabalhado a chamada oral através de fichas na roda de conversa, onde mostro seu nome no grupo, pergunto a inicial do nome e peço que prenda no armário com os ímãs; além de incentivar a oralidade, a linguagem oral e escrita, a coordenação através de atividades com os cubos do alfabeto móvel. João já reconhece a inicial de seu nome e, às vezes associa algumas letras com a inicial dos nomes dos colegas.

Através das experiências vivenciadas no CMEI envolvendo movimento e música, participa de ambientes que envolvem movimentos e situações de interações, participando ativamente e com muita desenvoltura das atividades e brincadeiras propostas. Quando o chamo pra participar de circuitos com obstáculos, sempre pede pra repetir os movimentos, porém preciso lembrá-lo quanto às normas para que respeite os colegas e não se envolva em brigas.

Nos momentos de leitura que acontecem em alguns espaços da escola, como na sala de aula e na biblioteca, costuma conversar com os colegas ao lado ou fazer comentários. No momento da chamada oral através de fichas na roda de conversa, onde mostro seu nome no grupo, pergunto a inicial do nome e peço que prenda no armário com os ímãs, costuma identificar seu nome pela letra inicial.

Nesse semestre realizamos algumas atividades referentes ao Projeto “Criança em um mundo verde é mais feliz”, com o intuito de introduzir a consciência ambiental e preservação da natureza, promovendo o desenvolvimento infantil, através de muitas brincadeiras e interações. Participou fazendo comentários quando mostrei slides e vídeos referentes à germinação e alguns tipos de plantas de jardim, auxiliou no plantio do jardim no pneu, além de ter apreciado nosso passeio pelo quarteirão da escola onde observamos o meio ambiente e coletamos alguns tipos de folhas e plantas.

Sua família acompanhou o seu desenvolvimento no CMEI durante este semestre, com interesse e participação.


3ª CRIANÇA

No que se refere à formação da identidade e ao desenvolvimento da independência e autonomia, observei que é uma criança com comportamento ativo e muito comunicativo. Quando alguma necessidade ou vontade sua não é atendida, vem relatar pra mim ou para a APEI Clemilda e tenta por algumas vezes fazer com que um colega a ajude.

Quanto à alimentação, aceita muito bem os alimentos oferecidos pelo CMEI, demonstra autonomia e firmeza para manusear talheres e copos. No jantar, costuma falar quando não quer algo, geralmente o feijão.

Gosta de assistir pequenas histórias e DVD musical infantil e imita os gestos realizados por mim. A linguagem oral está sendo bem desenvolvida, sabe os nomes dos colegas, conversa, e quando deseja algo pede, e compreende nossos pedidos. Tenho trabalhado a chamada oral através de fichas na roda de conversa, onde mostro seu nome no grupo, pergunto a inicial do nome e peço que prenda no armário com os ímãs; além de incentivar a oralidade, a linguagem oral e escrita, a coordenação através de atividades com os cubos do alfabeto móvel. Nos momentos de leitura que acontecem na sala de aula e na biblioteca, costuma prestar atenção e fazer comentários, às vezes preciso pedir que converse em tom baixo.

Através das experiências vivenciadas no CMEI envolvendo movimento e música, participa de ambientes que envolvem movimentos e situações de interações com destreza, como nas brincadeiras dirigidas (chicotinho queimado, morto e vivo, mar e terra), atividades de circuito e danças coreográficas. Participou com muita alegria e desenvoltura do momento social “Peixinho da Maré”.

Neste período, vem ampliando suas capacidades de comunicação e de expressão: nas rodas de conversa, gosta de relatar fatos ocorridos em seu cotidiano, passeios e comenta algo sobre o relato dos amigos. Quando escuta algo que ainda não conhece, questiona e fica com ar pensativo.

Nesse semestre realizamos várias atividades referentes ao Projeto “Criança em um mundo verde é mais feliz”, com o intuito de introduzir a consciência ambiental e preservação da natureza, promovendo o desenvolvimento infantil, através de muitas brincadeiras e interações. Luna vem demonstrando interesse pelas plantas e raízes encontradas no parquinho. Fica encantada quando passo slides e vídeos retirados da internet sobre germinação e o processo de desenvolvimento das plantas. Costuma ir observar o plantio de cenouras do grupo IV que está no espaço atrás de nossa sala, juntamente com alguns colegas e pergunta por que ainda não nasceu.

Sua família acompanhou o seu desenvolvimento no CMEI durante este semestre, com interesse e participação.

1º Relatório Descritivo Berçário

-->
* Nomes fictícios para preservar a criança. 
1ª CRIANÇA
No sentido de contribuir para o desenvolvimento integral de Maria, juntamente com sua família, acompanhei através de observações e registros o processo de conhecimento vivido pelo mesmo, suas conquistas e descobertas.
No que se refere à formação da identidade e ao desenvolvimento da independência e autonomia, observei que Maria é uma menina com comportamento calmo e observador. Observa e explora o ambiente com atitude de curiosidade, mesmo ainda engatinhando. Ao final de maio, iniciou dar seus primeiros passos, seja ajudando-a segurar pela mão ou mesmo sozinha segurando pelos móveis da sala. A criança criou vínculo afetivo com a apei Ana onde costuma chorar quando ela precisa sair da sala ou dar uma atenção à outro colega da sala.Nesses momentos, quando outro adulto da sala vai acalentá-la costuma empurrar não aceitando nosso abraço, até que insistimos muito. Quando necessita de algo costuma dar uns gritinhos para chamar atenção.
Quanto às refeições, alimenta-se muito bem, dificilmente rejeita algum tipo de alimento. Ainda é necessário que lhe ajude para segurar talheres e copos, pois sua coordenação ainda está em desenvolvimento. No início do mês de junho fui informada pela família que Maria está com uma restrição alimentar em relação à lactose, pois sua imunidade está baixa, o que pode ser devido ingestão de leite. Durante seu desjejum já está sendo oferecidos alimentos que não tem leite em sua composição, sendo oferecido o leite de soja no lugar do achocolatado e iogurte.
O momento de higienização é feita pelas apei’s com muito carinho. Brinca com a água no momento do banho, sorri e balbucia sons.
Através das experiências vivenciadas no CMEI envolvendo movimento e música, Rebecca participa de ambientes que envolvem movimentos e situações de interações, como nos momentos sociais onde ouve com atenção, bate palmas e balbucia sons na tentativa de cantar com as outras crianças. Participa com desenvoltura de brincadeiras, respondendo a estímulos à sua maneira, sempre com um sorriso no rosto.
Neste período, Maria vem desenvolvendo sua capacidade de comunicação onde manifesta interesse em manusear livros, revistas e materiais escritos diversos oferecidos em sala.Também aprecia muito brincar com areia, pedrinhas, gravetos e outros elementos da natureza encontrados no parquinho. Movimenta-se por todo o espaço com muita curiosidade e atenção.
Nesse semestre realizamos várias atividades referentes ao Projeto “Criança em um mundo verde é mais feliz”, com o intuito de introduzir a consciência ambiental e preservação da natureza, promovendo o desenvolvimento infantil, através de muitas brincadeiras e interações. Rebecca vem demonstrando interesse pelas plantas encontradas no parquinho e nos jardins plantados nos pneus. Quando está movimentando-se livremente pelo espaço, vai ao jardim e tenta tocar nas plantas e formiguinhas ali existentes. Gostou muito da atividade sobre a metamorfose das borboletas, mesmo demonstrando um certo receio quando via as lagartas, sorria e batia palmas.
Pude compartilhar com turma o processo de metamorfose da lagarta em borboleta. Além de atividades como: como caixa de sensações, placas e luvas sensoriais, arco com fitas, onde apresentam materiais diversos para estimular o aspecto viso-motor, tátil, oralidade; brincadeira dirigidas, atividades relacionadas à dengue, minicircuitos.
A criança, no momento de repouso, acomoda-se nos colchonetes e adormece tranquilamente
Sua família acompanhou o seu desenvolvimento no CMEI durante este semestre, com interesse e participação.


2ª CRIANÇA
-->

No sentido de contribuir para o desenvolvimento integral de Bruna, juntamente com sua família, acompanhei através de observações e registros o processo de conhecimento vivido pela mesma, suas conquistas e descobertas.

O período de adaptação matutino foi tranquilo, pois Bruna além de já ter sido aluna nesta instituição, também fica em período integral. É uma criança com comportamento calmo, já demonstra preferência em brincar com algumas amigas. Explora todo ambiente escolar com atitude de curiosidade. Quando necessita de algo costuma apontar ou falar com palavras simples, além de ficar esperando um dos adultos da sala se manifestar para ajudá-la.

Quanto às refeições, já consegue alimentar-se sozinha. Entretanto, precisamos estimulá-la para comer, principalmente no momento do almoço, costuma empurrar o prato e fica esperando a sobremesa.

O momento de higienização é bem tranquilo, ainda utiliza fralda para atender às suas necessidades fisiológicas e higieniza as mãos sempre que necessário com auxílio das apei’s. Algumas vezes segura a calcinha e fica falando “xixi” quando precisa ir ao banheiro, na qual já deixamos a menina alguns momentos sem a fralda e ficamos perguntando se precisa ir ao banheiro para incentivar o hábito.

Através das experiências vivenciadas no CMEI envolvendo movimento e música, Bruna participa de ambientes desafiadores que envolvem movimentos e situações de interações onde desloca-se no espaço com destreza, sem ajuda. Gosta de ouvir música e dançar repetindo coreografias. Ouve com atenção histórias e conversas durante as rodinhas.

Bruna é uma criança que ouvimos pouco sua voz, geralmente para atender alguma necessidade sua ou cantar. Aprecia brincar com areia, pedrinhas, gravetos e outros elementos da natureza no parquinho, além dos balanços.

Nesse semestre realizamos várias atividades referentes ao Projeto “Criança em um mundo verde é mais feliz”, com o intuito de introduzir a consciência ambiental e preservação da natureza, promovendo o desenvolvimento infantil, através de muitas brincadeiras e interações. Bruna vem demonstrando interesse pelas plantas encontradas no parquinho e nos jardins plantados nos pneus.

Pude compartilhar com turma o processo de metamorfose da lagarta em borboleta. Além de atividades como: como caixa de sensações, placas e luvas sensoriais, arco com fitas, onde apresentam materiais diversos para estimular o aspecto viso-motor, tátil, oralidade; brincadeira dirigidas, atividades relacionadas à dengue, minicircuitos.

A criança, no momento de repouso, se acomoda e dorme naturalmente nos colchonetes.

Sua família acompanhou o seu desenvolvimento no CMEI durante este semestre, com interesse e participação.


3ª CRIANÇA 
-->

No sentido de contribuir para o desenvolvimento integral de João, juntamente com sua família, acompanhei através de observações e registros o processo de conhecimento vivido pelo mesmo, suas conquistas e descobertas.

No que se refere à formação da identidade e ao desenvolvimento da independência e autonomia, observei que João é um menino com comportamento bem ativo. Está sempre em constante movimento independente do ambiente em que está, onde observa e explora o ambiente, com atitude de curiosidade.

O período de adaptação foi tranquilo, chorou pouco. Aceitava todo brinquedo que lhe oferecíamos e sorria muito quando fazíamos um carinho ou mesmo uma gracinha.

Quanto às refeições, alimenta-se muito bem, dificilmente rejeita algum tipo de alimento, costumando repetir no momento do almoço. Ainda é necessário que lhe ajude para segurar talheres e copos, pois sua coordenação ainda está em desenvolvimento.

O momento de higienização é feita pelas apei’s com muito carinho. Brinca com a água no momento do banho, além de sorrir e repetir algumas palavras quando conversamos com ele.

Através das experiências vivenciadas no CMEI envolvendo movimento e música, João aprecia participar de ambientes que envolvem movimentos e situações de interações, principalmente quando vamos na cabana. Quando desloca-se de um local para outro às vezes tropeça, pois ainda está desenvolvendo seu equilíbrio em relação ao andar. Costumo fazer minicircuitos e brincadeiras na sala ou na cabana para aprimorar o equilíbrio corporal

João também aprecia muito brincar com areia, pedrinhas, gravetos e outros elementos da natureza encontrados no parquinho. Movimenta-se por todo o espaço com muita curiosidade e atenção.

Nesse semestre realizamos várias atividades referentes ao Projeto “Criança em um mundo verde é mais feliz”, com o intuito de introduzir a consciência ambiental e preservação da natureza, promovendo o desenvolvimento infantil, através de muitas brincadeiras e interações. João vem demonstrando interesse pelas plantas encontradas no parquinho e nos jardins plantados nos pneus. Quando está movimentando-se livremente pelo espaço, vai ao jardim e tenta tocar nas plantas e formiguinhas ali existentes.

Pude compartilhar com turma o processo de metamorfose da lagarta em borboleta. Além de atividades como: como caixa de sensações, placas e luvas sensoriais, arco com fitas, onde apresentam materiais diversos para estimular o aspecto viso-motor, tátil, oralidade; brincadeira dirigidas, atividades relacionadas à dengue, minicircuitos.

A criança, no momento de repouso, deita nos colchonetes onde costuma chorar um pouco e esfrega os olhos até conseguir adormecer.

Sua família acompanhou o seu desenvolvimento no CMEI durante este semestre, com interesse e participação.

domingo, 12 de junho de 2016

Máscara para Cílios


  • Vult, Bombástic Volume (R$21,90): Interessante seu designer rosa, tem um aplicador bem grandão e denso o espalha bem o produto nos cílios, mas depois da terceira camada começa a grudar e criar grumos. Por isso, não achei que dá volume como diz e, infelizmente não é à prova d’água. Preferia quando era aquele tubo preto, sendo à prova d’água e deixava meus cílios bem pretinhos e alongados.
  • O Boticário, Intense Mega Power (R$23,19): Na verdade achei bem simples, nem é tão “mega power” como diz. Deixei pra usar só durante o dia, à noite não dá aquele efeito intenso que gosto. Não é à prova d’água. Seca muito rápido no aplicador e cílios.
  • Maybelline, The Falsies (R$28) Cumpre o que promete, realmente dá um efeito de cílios postiços. Tem a haste flexível com cerdas curtas e bem separadas, o que facilita passar naqueles cantinhos dos cílios. Não alongou como eu gosto, mas deu uma curvada com efeito de curvex.
Já deu pra perceber que o meu queridinho foi o terceiro da Maybelline. Usei pela primeira vez e pretendo usar sempre. Pretendo testar o outro do tubinho amarelo (The Colossal Volum Express) e conto para vocês minha experiência. Ok!
Ah... Lembrando que se você usa óculos como eu, recomendo passar a máscara e esperar uns segundos até secar para não grudar nas lentes.
Dica: se a máscara estiver seca ou muito grossa, mergulhe o tubo na água morna por uns minutinhos.

Obs.: ainda irei postar fotos dos produtos.

sábado, 11 de junho de 2016

Para retirar rímel à prova d'água

-->
Esse tipo de rímel pode ser bastante difícil de retirar ou deixar aquela mancha escura de “urso panda” caso não consegue retirá-la direito, sendo inútil somente lavar o rosto.
Vou listar maneiras que encontrei vasculhando pela internet e que já testei para retirar esse produto que confesso amo.
  • Removedor: de preferência hipoalergênico, evita alergias e irrita menos os olhos.
  • Xampu de bebê: seguros para usar em regiões sensíveis como os olhos.
  • Gel de limpeza: também é ótimo para remover maquiagem de todo rosto, aplique por uns segundos e retire com uma toalha morna.
  • Azeite de oliva: óleo enfraquece a máscara e facilita e remoção. Esfregue o óleo com o indicador e o polegar.
  • Óleo de coco: além de facilitar a retirada do rímel também hidrata, passe com um algodão.
Sempre lave o rosto e passe um creme pra região dos olhos para hidratar, pois os removedores podem ressecar a pele. Os óleos podem irritar os olhos, então aplique sempre com algodão ou um pano segurando um pouco nos cílios para diluir o rímel e retirar com cuidado, ao invés de passar diretamente.

domingo, 17 de abril de 2016

Esmalte Gradation Polishes


Já conhecia as unhas postiças dessa marca e as uso quando tenho uma baladinha ou outro evento, pois minhas unhas são muito quebradiças devido hipotireoidismo. Aliás, na foto estou com elas.

Achei interessante esse efeito degradê e confesso que gostei do resultado. Só o valor que achei salgado, mas pela qualidade do produto valeu a pena. (R$28).

A textura dos esmaltes é bem fina em comparação com os outros esmaltes. O terceiro com glitter não deixa a unha cascuda e os brilhos não espalham. Comprei esse azul mas há disponível outras cores.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Coordenação Motora

Retirei estas imagens do Facebook "Arte de ensinar e aprender". Dicas simples e muito interessantes que pretendo realizar com minha turma de berçário. 
Acesse o site  A arte de ensinar e aprender e confira mais dicas. 

www.aartedeensinareaprender.com
Inscreva-se no canal: 
https://www.youtube.com/channel/UCGDWqieD8AjlFnU9DdkKVVA












Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais