Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

Marcadores

sábado, 27 de outubro de 2018

Relatório criança com Transtorno Espectro Autista


*Nome fictício para preservar identidade infantil.
- Relatório sobre comportamento de criança com Transtorno do Espectro Autista, solicitado pela secretaria de Educação, após tanto professora, equipe gestora e família da criança pedir desde o início do ano letivo, que uma cuidadora seja disponibilizada para atender ao aluno individualmente. Assim, após muitas tentativas juntamente à prefeitura e família solicitar mediante reuniões com Ministério Público e outros, será disponibilizada somente para o próximo ano letivo.
- Relatório redigido pela Professora Regente Karine juntamente com a Professora Especializada em educação Especial Jaqueline, com supervisão da diretora Suely e a pedagoga Giselda.

     *Danny Menard é uma criança que foi diagnosticada com laudo neurológico CID F84:0, apresentando distúrbio da fala, dificuldade de socialização e transtorno do espectro autista necessitando de acompanhamento especial escolar.
      Ainda não desenvolveu hábitos e atitudes de socialização por vontade própria, gosta de se isolar na presença de seus colegas de classe, apesar de demonstrar muito interesse de ficar ao lado da professora regente em todas as atividades, buscando sua atenção constantemente.
      A turma do GII-A matutino é composta por 18 alunos, sendo que essa faixa etária de 2 a 3 anos, requer muita atenção e cuidados,  sendo ainda crianças muito dependentes na rotina (alimentação, higienização, nas atividades externas, além das atividades realizadas em sala).
      A figura de uma cuidadora específica para essa criança autista irá colaborar muito com o seu desenvolvimento, que está com limitação na comunicação e na compreensão de comandos e, principalmente na socialização durante as atividades propostas pela professora regente durante as aulas com efetiva participação. São exemplos de situações da rotina sejam na sala de aula ou nos demais espaços da instituição:
·  Na ida ao refeitório quando a professora regente tenta coordenar as crianças mesmo com a ajuda da monitora seja em fila ou dadas as mãos, Davi além de correr pelo refeitório, não aceita segurar nas mãos dos colegas, tentando segurar o braço da professora por todo tempo e pular em seu colo; também necessita de apoio para alimentar-se pois ainda está desenvolvendo sua autonomia para comer sozinho e coordenação ao segurar os talheres e levar à boca.
    ·  É dependente na higienização das mãos e boca e utilização dos materiais para esse fim (abrir e fechar torneiras, uso do sabão, escovação), ainda necessita do uso de fraldas, pois não adquiriu controle de seus esfíncteres,
     ·  Quando vamos aos ambientes externos, faz-se necessário ficar próximo à *Danny Menard por praticamente todo tempo, pois costuma além de correr e circular por todo o espaço, quando a professora está direcionando as demais crianças, a puxa ou agarra em suas pernas, o que desconcentra todo o grupo, mesmo com ajuda da monitora existente.
      Cada criança com Transtorno do Espectro Autista é única, cada caso é um caso, mas para *Danny Menard observamos que ter uma pessoa ao seu lado fará uma enorme diferença, auxiliando a professora em um atendimento mais focado em suas necessidades e dificuldades específicas, contribuirá para os avanços na conquista de sua autonomia e aprendizagem.
      A família mostra-se muito participativa e acompanha seu processo de aprendizagem com muito interesse, sempre buscando a ajuda de especialistas na tentativa de resolução das dificuldades que ele apresenta. A professora regente está sempre em contato com a mãe, seja na escola ou mesmo pelas redes sociais, parceria na qual vem contribuindo para dividirmos as angustias e experiências e, conseqüentemente, discutirmos o que é melhor para a criança.
       A disponibilização deste profissional é uma medida fundamental e imprescindível para a efetivação da educação inclusiva e de qualidade em nossa escola, além de ser um direito básico garantido constitucionalmente de acordo com a Lei nº12764/2012 (art.3º, parágrafo único).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar sobre este post!

Comentário será liberado após moderação; caso faça agressão gratuita poderá ser excluído. Evite escrever em letras maiúsculas.

Beijinhos sabor chocolate! Paz em seu coração!

Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais