Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

Marcadores

educação (85) 2011 (56) atividade (50) relatório (50) comportamento (42) arte (39) 2010 (38) desenvolvimento (38) Educação Infantil (36) produto testado (35) 2012 (34) informação (34) maquiagem (33) criatividade (32) bebê (29) mensagem (29) 2013 (28) 2009 (25) avaliação (24) 2019 (20) cosmético (16) 2018 (15) infantil (15) 2015 (14) 2017 (14) blog (14) 2016 (13) filho (12) estilo (11) 2014 (10) Otávio (10) coordenação motora (10) culinária (10) alfabetização (9) conteúdo (8) história (8) Lettering (7) vídeo (7) 2008 (6) brincadeira (6) cores (5) gravidez (5) pintura (5) saúde (5) 2020 (4) Cecília Meireles (4) autismo (4) berçário (4) doença (4) educação especial (4) gestação (4) lei (4) páscoa (4) sorteio (4) borda (3) contagem (3) curiosidade (3) filme (3) lembrancinha (3) livro (3) música (3) receita (3) Mary Kay (2) Posca (2) Vinícius de Moraes (2) aniversário (2) cabelo (2) educação fundamental (2) forma geométrica (2) fralda (2) mural (2) máscara (2) olhos (2) rímel (2) saúde bucal (2) Cora Coralina (1) Jequiti (1) Stabilo (1) alfabeto (1) brinquedos (1) caligrafia (1) capa (1) cartaz (1) cartão (1) cirurgia (1) creme (1) diário digital (1) dobradura (1) eletrodoméstico (1) esmalte (1) estilo sobrancelha (1) faixa (1) gelatina (1) greve (1) jogo (1) kit (1) lenço (1) moda (1) mordida (1) móbile (1) natal (1) obras (1) pais (1) parlenda (1) pomada assadura (1) projeto (1) quebra cabeça (1) regras (1) sobremesa (1) sucata (1) tireóide (1) técnica (1) água (1)

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Informações sobre Dengue


Dengue é uma doença infecciosa aguda e possui 4 sorotipos (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4). É transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado. Ocorre principalmente em áreas tropicais e subtropicais do mundo, inclusive no Brasil. As epidemias geralmente ocorrem no verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos. O quadro clínico é amplo, apresentando desde uma síndrome febril inespecífica até quadros graves como hemorragia, choque e às vezes óbito. É uma doença de notificação compulsória e sua forma grave é de notificação IMEDIATA. A forma clínica clássica é conhecida como dengue clássica ou febre da dengue e a forma grave, febre hemorrágica da dengue.

Dengue clássica:

  • Febre alta com duração de 2 a 7 dias
  • Dor de cabeça
  • Dor no corpo e nas juntas
  • Dor atrás dos olhos
  • Manchas vermelhas pelo corpo
Para quem tem diagnóstico de dengue, deve ficar atento ao surgimento dos sintomas abaixo.

Procure imediatamente um médico em qualquer uma das situações abaixo:

  • Dores na barriga fortes e contínuas
  • Vômitos persistentes
  • Sangramento pelo nariz, boca e gengivas
  • Sede excessiva e boca seca

 

MOSQUITO: COMO ELE SE COMPORTA? COMO ATACA?

O Aedes aegypti mede menos de um centímetro, tem cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas. O mosquito costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa.
O Aedes aegypti se caracteriza por ser um inseto de comportamento estritamente urbano, sendo raro encontrar amostras de seus ovos ou larvas em reservatórios de água nas matas. Em média, o mosquito vive em torno de 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 150 e 200 ovos de cada vez. Ela é capaz de realizar inúmeras posturas no decorrer de sua vida, já que copula com o macho uma única vez, armazenando os espermatozóides em suas espermatecas (reservatórios presentes dentro do aparelho reprodutor). Uma vez com o vírus da dengue, a fêmea torna-se vetor permanente da doença e calcula-se que haja uma probabilidade entre 30 e 40% de chances de suas crias já nascerem também infectadas.
Os ovos não são postos na água, e sim milímetros acima de sua superfície, em recipientes tais como latas e garrafas vazias, pneus, calhas, caixas d’água descobertas, pratos de vasos de plantas ou qualquer outro que possa armazenar água de chuva. Quando chove, o nível da água sobe, entra em contato com os ovos que eclodem em pouco mais de 30 minutos. Em um período que varia entre cinco e sete dias, a larva passa por quatro fases até dar origem ao mosquito adulto.

MODO DE TRANSMISSÃO

A fêmea do mosquito pica a pessoa infectada, mantém o vírus em sua saliva e o retransmite em novas picadas. A transmissão ocorre pelo ciclo homem-Aedes aegypti-homem. Após a ingestão de sangue infectado pelo inseto fêmea, transcorre nesta fêmea um período de incubação. Após esse período, o mosquito torna-se apto a transmitir o vírus e, assim, permanece durante toda a vida.

QUAL O AMBIENTE IDEAL?

As fêmeas e os machos (que geralmente acompanham as fêmeas) ficam dentro das casas. A temperatura mais favorável para o desenvolvimento da larva é entre 25 a 30ºC. Abaixo e acima destas temperaturas o Aedes aegypti diminui sua atividade. Acima de 42ºC e abaixo de 5ºC ele morre.
Muitas cidades brasileiras possuem as condições propícias para o desenvolvimento do Aedes aegypti. Temperatura e umidade relativa são primordiais para o desenvolvimento do mosquito e, principalmente, para manter os ovos viáveis mesmo fora d’água. Além de serem densamente povoadas, as cidades apresentam índices de umidade relativa do ar elevados e temperaturas entre 25 e 30ºC, condições ideais para a multiplicação do vetor. Por isso, é muito importante que todos participem do combate aos focos do vetor.

Fique alerta aos sintomas da dengue

  • Febre alta
  • Dor de cabeça
  • Dor atrás dos olhos
  • Manchas vermelhas no corpo
  • Dor nos ossos e articulações

Atenção: Em caso de suspeita de dengue, sempre procurar, o mais rápido possível, o serviço de saúde mais próximo. Todo tratamento só deve ser feito sob orientação médica.

Se você já está com suspeita de dengue e começou apresentar:

  • Dores abdominais
  • Vômitos
  • E só usar medicamentos prescritos pelo médico para aliviar as dores e a febre.
Retorne imediatamente à Unidade de Saúde. Você pode estar evoluindo para forma grave da dengue.
Ao ser observado o primeiro sintoma da dengue, deve-se buscar orientação médica no serviço de saúde mais próximo. Só depois de consultar um médico, alguns cuidados devem ser tomados, como:
  • Manter-se em repouso.
  • Beber muito líquido (inclusive soro caseiro).
  • Qualquer tipo de sangramento.
A reidratação oral é uma medida importante e deve ser realizada durante todo o período de duração da doença e, principalmente, da febre. O tratamento da dengue é de suporte, ou seja, alívio dos sintomas, reposição de líquidos perdidos e manutenção da atividade sanguínea.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar sobre este post!

Comentário será liberado após moderação; caso faça agressão gratuita poderá ser excluído. Evite escrever em letras maiúsculas.

Beijinhos sabor chocolate! Paz em seu coração!

Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais