Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

Marcadores

sábado, 30 de julho de 2011

Motivos para se fazer um bom planejamento no início do ano

Obs.: recebi este texto por e-mail e não lembro a fonte citada.

Para fazer um planejamento que atenda tanta diversidade é necessário que o professor faça uma profunda reflexão e mudança de sua prática e mudar é sempre muito difícil, não bastam bons cursos de formação, é muito complexo, Morin diz que “O ser humano tende a afastar tudo o que é complicado”, ele prega que se faça, com urgência, uma modificação nessa forma de pensar e conclui que “Só assim vamos compreender que a simplificação não exprime a unidade e a diversidade presente no todo”.

Perrenoud apresenta no seu livro Dez Competências Para Ensinar, alguns saberes para os professores,

·  Trabalhar a partir das representações dos alunos.
·  Trabalhar a partir dos erros e dos obstáculos à aprendizagem.
·  Conceber e administrar situações-problema ajustadas aos níveis e às possibilidades dos alunos.
·  Observar e avaliar os alunos em situações de aprendizagem, de acordo com uma abordagem formativa.
·  Fornecer apoio integrado, trabalhar com alunos portadores de grandes dificuldades.
·  Suscitar o desejo de aprender, explicitar a relação com o saber, o sentido do trabalho escolar e desenvolver na criança a capacidade de auto-avaliação.
·  Desenvolver a cooperação entre os alunos e certas formas simples de ensino mútuo.

Nestes exemplos mostramos que Perrenoud, faz uma abordagem por competências, e que, se bem planejadas e colocadas em prática na sala de aula.

    I.   Possibilita reflexão sobre o trabalho realizado no ano anterior na escola.Possibilita a integração entre os professores, os que já estavam na escola com os que chegaram, pois sabemos que sempre há alguns professores novos.
   II.   Possibilita a análise dos dados do processo ensino e aprendizagem dos alunos, em que nível conceitual está, quanto já avançaram no seu desenvolvimento real, potencial e proximal.
 III.   Possibilita a discussão coletiva e o conhecimento das ações desenvolvidas pelos diferentes professores, no ano anterior, é necessário que todos da escola discutam os objetivos que pretendem alcançar, permitindo assim o inicio do planejamento anual, que constituirá o ponto de partida que determina, justifica e da sentido à intervenção pedagógica.
IV.   Possibilita a construção compartilhada do planejamento, de todas as ações desenvolvidas na sala de aula, evitando assim a fragmentação dos objetivos e conteúdos, seja na educação infantil, nos ciclos do ensino fundamental ou no ensino médio.
  V.   Possibilita compartilhar, discutir e analisar qual concepção de ensino e aprendizagem os professores trabalham, quais suas experiências, quais as experiências que foram produtivas e não produtivas para os alunos.             
VI.   Possibilita que a instituição se constitua como unidade educacional e que construa dinamicamente, com consciência um planejamento, no qual estão expressa as teorias e os saberes que sustentam a prática pedagógica dos professores.
VII.   O planejamento dá sentido às ações do dia-a-dia do professor, reduzindo assim o improviso, sua prática tem uma intencionalidade definida a partir dos objetivos que pretende alcançar.
VIII.   O professor tem a oportunidade de ser autor consciente de seu trabalho, saber por que está fazendo desta e não de outra forma.
IX.   O planejamento com os objetivos bem definidos a partir das capacidades que se pretende que os alunos desenvolvam, certamente reduzirá as condutas contraditórias com os objetivos educacionais compartilhados e teremos melhores avanços no processo ensino-aprendizagem. 
Obs.: Não enviaram a 10ª competência.

Um comentário:

  1. Estamos conversando sobre o planejamento e a sua importância no site www.professororganizado.com.br Caso interessem faça-nos uma visita.

    Parabéns pelo artigo. Pena que a fonte é desconhecida.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar sobre este post!

Comentário será liberado após moderação; caso faça agressão gratuita poderá ser excluído. Evite escrever em letras maiúsculas.

Beijinhos sabor chocolate! Paz em seu coração!

Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais