Google Tradutor

Quem sou eu

Minha foto
Espírito Santo, Brazil
Professora Educação Infantil. Costumo ser reservada e tímida, ás vezes gosto de ficar sozinha. Vivo o presente. Sou do tipo de pessoa que vive o “aqui e agora”. Não gosto deixar nada pra depois. Preciso de liberdade e independência para fazer minhas próprias coisas. Alegria sempre. Nada de ficar reclamando das dificuldades. Deus conhece nossa capacidade. "Posso não saber o quanto vou ter que caminhar, mas eu continuarei andando e sorrindo. Vou aprendendo a viver e a conviver. Levo comigo uma bagagem cheia de decepções, momentos felizes e alguns não muito.. meus erros, minhas lágrimas, minhas derrotas e vitórias... Não quero ser perfeita , eu quero é cair e levantar rindo... levantar e limpar as mãos e os joelhos e me preparar para correr de novo ,dessa vez mais rápido ainda. Se não quiser que eu te decepcione não faça demasiadas expectativas..."

Marcadores

educação (85) 2011 (56) atividade (50) relatório (50) comportamento (42) arte (39) 2010 (38) desenvolvimento (38) Educação Infantil (36) produto testado (35) 2012 (34) informação (34) maquiagem (33) criatividade (32) bebê (29) mensagem (29) 2013 (28) 2009 (25) avaliação (24) 2019 (20) cosmético (16) 2018 (15) infantil (15) 2015 (14) 2017 (14) blog (14) 2016 (13) filho (12) estilo (11) 2014 (10) Otávio (10) coordenação motora (10) culinária (10) alfabetização (9) conteúdo (8) história (8) Lettering (7) vídeo (7) 2008 (6) brincadeira (6) cores (5) gravidez (5) pintura (5) saúde (5) 2020 (4) Cecília Meireles (4) autismo (4) berçário (4) doença (4) educação especial (4) gestação (4) lei (4) páscoa (4) sorteio (4) borda (3) contagem (3) curiosidade (3) filme (3) lembrancinha (3) livro (3) música (3) receita (3) Mary Kay (2) Posca (2) Vinícius de Moraes (2) aniversário (2) cabelo (2) educação fundamental (2) forma geométrica (2) fralda (2) mural (2) máscara (2) olhos (2) rímel (2) saúde bucal (2) Cora Coralina (1) Jequiti (1) Stabilo (1) alfabeto (1) brinquedos (1) caligrafia (1) capa (1) cartaz (1) cartão (1) cirurgia (1) creme (1) diário digital (1) dobradura (1) eletrodoméstico (1) esmalte (1) estilo sobrancelha (1) faixa (1) gelatina (1) greve (1) jogo (1) kit (1) lenço (1) moda (1) mordida (1) móbile (1) natal (1) obras (1) pais (1) parlenda (1) pomada assadura (1) projeto (1) quebra cabeça (1) regras (1) sobremesa (1) sucata (1) tireóide (1) técnica (1) água (1)

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Opinião...

Pesquisando na internet sobre textos informativos que pudessem enriquecer minha prática pedagógica e respondendo aos comentários deixados aqui em meu blog, me surpreendi com a demanda de professores solicitando “modelos de relatórios”, muitas vezes enviando tópicos de como é seu aluno ou disciplina, preocupando-me.
Um relatório precisa ser elaborado pautado naquilo que a criança realmente é. O professor de educação infantil precisa, diariamente, fazer anotações à respeito dos avanços ou dificuldades que a criança apresenta ao desenvolver as atividades, seja ela na roda de conversa, no parque, na hora da leitura, da brincadeira livre, da alimentação ou durante as atividades de registro. Depois é preciso resumir tudo, se preciso incluir algumas falas das crianças (se achar necessário para enriquecer o texto e dar exemplos) e jogar no relatório em forma de texto, contemplando os âmbitos “Formação Pessoal e Social” (com o eixo Identidade e Autonomia) e “Conhecimento de Mundo” (com os eixos: movimento, música, artes visuais, linguagem oral e escrita, natureza e sociedade e matemática).
Sei que não é fácil, mas também sei que ninguém mais que o próprio professor de determinada classe poderá relatar o real perfil de sua turma e/ou crianças. Não sou, nem quero ser a detentora de todo saber, por isso sugiro às professoras que tem essa dificuldade (assim como eu) que façam oficinas de construção coletiva, juntamente com a equipe pedagógica que irá orientá-las melhor, leia mais textos informativos, busque todo material possível, seja em livros, internet e/ou sugestões com outros professores, para enriquecer a escrita de seus relatórios e seu sistema de ensino.
Segundo nosso mestre Paulo Freire, “A gente só aprende a fazer, fazendo”.
Sucesso. Paz em seu coração!
Profª Karine Santana Andrade



“Sem a curiosidade que me move, que me inquieta, que me insere na busca, não aprendo e nem ensino.” Paulo Freire

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar sobre este post!

Comentário será liberado após moderação; caso faça agressão gratuita poderá ser excluído. Evite escrever em letras maiúsculas.

Beijinhos sabor chocolate! Paz em seu coração!

Aguardando a chegada de Otavio.

Aguardando a chegada de Otavio.
Abençoada seja sua vinda, meu filho!

Foto: meu amor Anderson

Foto: meu amor Anderson

Foto: pais Josedino e Conceição

Foto: pais Josedino e Conceição

botão redes sociais